"Um Douro no Feminino" une todas as terras do Douro através da fotografia

Mostra decorre até setembro
O Porto recebe a partir de 07 de julho a exposição "Um Douro no Feminino", uma síntese das fotografias de Céu Guarda, Inês d’Orey, Luísa Ferreira e Pauliana Velente Pimentel que, posteriormente, estarão em cada uma das outras terras do Douro.


No Porto, encontram-se as exposições individuais que cada uma concebeu para as restantes terras do Douro: Lamego, Mirandela, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião e Vila Real.

A 22 de julho é a vez de inaugurar a exposição concebida para Mirandela, a 02 de setembro a de Vila Real e, finalmente, a 17 de setembro, as exposições nas cidades da Régua e de Lamego.

Cada exposição de fotografia em cada um destes espaços públicos terá três componentes: uma fotógrafa de renome nacional convidada a ser a autora de fotografias originais que trazem “Um Douro no Feminino”, fotografias de arquivo para alimentar " A Memória" e fotografias de novos talentos que apresentam "Imagens Emergentes".

Na secção “Memória” o público poderá conhecer o Douro do arquivo de Domingos Alvão, enquanto Ana Dias, Armindo Dias, Miguel Schreck, Marcos Oliveira, Rita Almendra e Vera Carmo são responsáveis pelas "Imagens Emergentes".

Cada inauguração de exposição será acompanhada, sempre às 22:00, por um concerto itinerante no espaço público de cada um dos municípios.

O “Entre-Margens: O Douro em Imagens”, que tem como promotor a Fundação Museu do Douro, é da autoria e produção da Procur.arte Associação Cultural e tem como parceiros os seis municípios da região duriense.

O projeto, apoiado no âmbito do QREN ON.2, tem continuidade durante cinco meses em três verões sucessivos e promete mais de 60 exposições, 100 espetáculos e 12 colóquios, todos de entrada gratuita.

Lusa

Foto: FERREIRINHA | Pauliana Ferreira

Comentários