Tranquilidade absoluta numa planície sem fim

O L'and Vineyards é um luxuoso resort turístico que, além de uma estrela Michelin, também tem uma vista privilegiada para todas as outras estrelas do céu

Da celebração do vinho e da paisagem da vinha nasceu em Montemor-o-Novo um resort turístico que não para de receber elogios. E não é só porque integra a arquitetura na natureza típica do Alentejo. Esta unidade hoteleira de excelência desenvolveu um programa turístico de baixa densidade, centrado no conceito de wine resort. A imagem pretendida para a paisagem deste projeto não é a recriação de uma paisagem rural, mas uma paisagem funcionalmente diferente, por razões que se prendem com uma utilização contemporânea e sofisticada.

A partir de uma pré-existência motivadora e justificadora de todo um conceito de intervenção, a atividade vitivinícola e o culto pela apreciação e prova do vinho, estabelece-se uma área nuclear, unificadora e de presença constante, que é a vinha. As zonas públicas são definidas áreas com plantações herbáceo-arbustivas em frente a cada alojamento, funcionando como um buffer entre espaços públicos e privados, com definidos espaços de plantação de árvores e arbustos.

Estas espécies botânicas ocupam espaços rasgados no pavimento em calçada aos quais se associa mobiliário urbano, muitos deles com uma vista privilegiada para o jardim da vinha, outro dos atrativos desta unidade hoteleira. Acede-se diretamente através do parque de estacionamento ou pelo edifício. Esta zona é caracterizada por uma sucessão de terraços vinhateiros e percursos, estruturados por muretes de pedra. Nestes terraços pretende-se a criação de uma coleção de castas de diferentes regiões vinícolas.

A vinha e as uvas

A vinha e um grande lago são alguns dos aspetos mais marcantes deste complexo hoteleiro de 22 suites, que também integra um restaurante, o único da região do Alentejo que já foi, por mais do que uma vez, distinguido com uma estrela Michelin, graças ao saber e aos sabores propostos pelo chef Miguel Laffan. Outra das atrações do resorte é o seu spa, o Spa Vinothérapie da Caudalie, marca francesa que tira partido do poder rejuvenescedor e hidratante da uva nos produtos que comercializa.  Um espaço de 800 m2 concebido por Márcio Kogan, usando pedra natural e madeira.

Terraços verdes adjacentes a cada alojamento

A zona envolvente da piscina é caracterizada por um espaço aberto onde a piscina se funde com o relvado, no qual se definem duas áreas de estadia distintas. Em frente a cada unidade de alojamento são definidos terraços ajardinados estruturados por muretes de pedra. Os muretes associados à vegetação e a um salto de cota de cerca de meio metro em relação ao percurso que faz a distribuição dos hóspedes pelas unidades, permitem alcançar a privacidade e conforto desejada. Através da criação de espaços intimistas em contraposição com o restante jardim, é sugerida a ideia de espaços partilhados e espaços privados.

 Veja na página seguinte: A vegetação e os materiais que predominam

Comentários