Tranquilidade absoluta num sítio onde o silêncio pesa

O Hotel Segredos de Vale Manso é um verdadeiro convite ao descanso e à evasão (fotos)

Uma pequena estrada serpenteante, rodeada pelo verde dos pinheiros e pelo azul da albufeira da barragem de Castelo de Bode, conduz ao Hotel Segredos de Vale Manso. E, como o próprio nome indica, a mansidão do vale é total. No meio de um verde e de um azul a perder de vista, num sítio onde o silêncio pesa, existe um hotel que é uma verdadeira ode ao descanso.

Localizada nos arredores de Martinchel, no concelho de Abrantes, a cerca de 90 minutos de Lisboa, esta unidade hoteleira de quatro estrelas, inaugurada no final de 2010, tem uma localização privilegiada. O azul claro do céu (con)funde-se com o azul mais forte das águas, com o verde das colinas e com o castanho da terra ressequida das pequenas ilhas que se observam a partir do empreendimento.

Esta é a vista sublime que têm os hóspedes que pernoitam num dos 24 quartos (duas suites) do hotel, todos com varanda ou terraço com vista para o Rio Zêzere. De decoração simples e tendencialmente clássica, com apontamentos rústicos onde predominam as madeiras e o vidro, permitindo o desfrutar permanente da paisagem, o hotel procura promover alguns dos produtos típicos da região, como é o caso do vinho, do azeite e do mel.

As tradições históricas da zona, como os barcos de madeira e as bonecas de roupas típicas, também não esquecidas. Além de amplas salas para apresentações e conferências, o empreendimento dispõe ainda de espaços para festas e eventos. O serviço, simpático e eficiente, também é assegurado por mão de obra local.


Atividades aquáticas e terrestres

Um dos grandes atrativos deste hotel reside, no entanto, na vasta lista de atividades aquáticas e terrestres que organiza e disponibiliza. Além de passeios de barco ou de jangada na albufeira da barragem, a lista inclui o aluguer de canoas e caíaques, passeios de boia insuflável puxada por motas de água (no verão), passeios de BTT, ténis e squash, num campo concebido com o apoio técnico do ex-selecionador nacional da modalidade José Manuel Pimenta.

Numa das aldeias próximas, a poucos quilómetros dali, existe um picadeiro com cinco cavalos lusitanos, gerido pela empresa que dirige o hotel, que promove atividades de iniciação à equitação e volteio (com direito a certificado no final) e de contacto com burros. Os menos radicais podem-se ficar pelo ginásio do empreendimento. Num futuro próximo, poderão também usufruir de um spa, atualmente em construção.

Gastronomia premiada

No restaurante do hotel, o chef Carlos Oliveira, um homem da região, conhecedor da especificidade dos ingredientes daquela zona, privilegia uma gastronomia de inspiração tradicional, procurando contudo empratá-la de uma forma moderna e visualmente mais sedutora, como sucede com uma das suas especialidades, o robalo à barragem, em que o peixe é aberto pelas costas e não pela barriga, como habitualmente.

Depois, é recheado com ameijoas e camarão e servido acompanhado de uma deliciosa açorda de tomate com gambas. Para entrada, opte por uma sopa de feijão verde com farinha e termine a refeição com uma fatia de bolo templário, um doce que tem uma base semelhante à da sericaia, mas com coco, que é servido com uma pera bêbada regada com molho de vinho do Porto. Este doce já ganhou o primeiro prémio num concurso de doçaria local.

Há dois anos, o restaurante conquistou a medalha de prata no Concurso Gastronómico e Vinhos do Tejo 2011. Localizado na Rua de Vale Manso, na Albufeira de Castelo de Bode, freguesia da Aldeia do Mato, concelho de Abrantes, o hotel disponibiliza quartos duplos desde 70 € (semana) e 90 € (fim de semana) na época baixa (até 30 de abril) e desde 80 € (semana) e 100 € (fim de semana) em época alta.

Piscina de água salgada

A água da piscina do empreendimento, que convida a mergulhos retemperadores nos dias mais quentes, é tratada com sal em vez de cloro. Anualmente, para evitar os efeitos prejudiciais deste químico para a saúde e o cheiro característico, é usada cerca de uma tonelada de sal. Esta opção tem também a vantagem de proteger os hóspedes com olhos mais sensíveis, uma vez que não provoca conjuntivites químicas, ao contrário de muitas piscinas tradicionais.

O que visitar nas redondezas

Nas imediações do empreendimento, pode visitar a Igreja de São Miguel em Martinchel e a barragem de Castelo de Bode e pode mergulhar nas águas transparentes da Praia Fluvial da Aldeia do Mato. A poucos quilómetros dali, pode visitar o famoso Castelo de Almourol, o Convento de Cristo em Tomar e o Castelo de Abrantes, cidade onde se pode deliciar com alguma da doçaria típica da região, como é o caso das tijeladas e da palha de Abrantes, doce à base de doce de ovos e de fios de ovos tostados.

Texto: Luis Batista Gonçalves

artigo do parceiro:

Comentários