Os novos bares trendy de Lisboa e do Porto

Animados e agitados espaços noturnos que vale a pena descobrir urgentemente

Os últimos meses foram profícuos na abertura de novos, atraentes e animados espaços noturnos em Lisboa e no Porto. Estabelecimentos de diversão que se destacam pela aposta inovador e original que, em certos casos, representam. Agora já não há, por isso, desculpas para ficar em casa. A jornalista Rita Caetano andou a investigar e descobriu recintos para ir ao fim da tarde para ver gente gira, para provar vinhos, para ouvir música e para dançar. Venha daí descobri-los e saiba por que deve mesmo visitá-los!

Bares para ir ao fim da tarde:

- 7 Maravilhas

O granito dá-lhe um ar portuense mas tudo o resto é internacional, pois aqui servem-se bebidas (e comidas) de todo o mundo. Há 30 cervejas distintas e 20 whiskies diferentes. A banda sonora é feita sobretudo de rock dos anos das décadas de 1940 e 1950, ska e reggae. Situado na Rua das Taipas, 17 C, em Lisboa, este espaço está aberto de terça-feira a domingo, das 12h às 24h.

- Almada Minha

Combinar bolachas com bebidas alcoólicas é o conceito deste cookie bar da Invicta, localizado na Rua do Almada, 291, no Porto. Por exemplo, a bolacha de cacau e pimenta rosa vai bem com vinhos do Rio Douro e a de malagueta com cerveja artesanal. No entanto, há muitas mais combinações a fazer e também há chá ou café para acompanhar os docinhos para quem não aprecia álcool. O Almada Minha também aposta em exposições.

- Champanheria do Cais

Situado na famosa rua cor de rosa do Cais do Sodré, este bar tem como objetivo democratizar o champanhe que é a estrela dos vários cocktails e até da sangria, mas como estamos em Portugal, também não faltam os espumantes nacionais. A mais recente aposta deste espaço são os carpaccios que integram a nova ementa do bar no âmbito de uma parceria com os Carpaccios Contessa.

Bares para provar vinhos:

- Vestigius

O Vestigius (na foto) quer ser muito mais do que um bar. O objetivo é tornar este armazém à beira Tejo, na Rua da Cintura do Porto de Lisboa, em Lisboa, num espaço cultural onde é possível assistir a concertos, palestras e workshops, ver exposições, ler um livro ou fazer provas de vinho. E, por falar no néctar dos deuses, este tem um lugar próprio no Vestigius, a cave. A decoração tem peças construídas pela proprietária que fazem lembrar o rio que corre ali ao lado. Na música, mandam o jazz, os blues e as sonoridades lusófonas.

- Reitoria

Foi buscar o nome à vizinha reitoria da Universidade do Porto e, no rés do chão, é um wine bar, onde se pode beber vinho a copo acompanhado de tábuas de queijo e enchidos ou sandes. Este espaço situa-se na Rua Sá de Noronha, número 33, no Porto e está aberto de terça-feira a quinta-feira e aos domingos das 12h às 24h. À sexta-feira e ao sábado funciona das 12h às 2h.

Bares para ouvir música:

- O Bom, O Mau e o Vilão

Não, não estamos a falar do western de Sérgio Leone mas de um bar que pretende ter uma alma tertuliana. Há concertos, uma sala com DJ para dar um pezinho de dança, espectáculos de stand-up comedy e cinema. Situa-se na Rua do Alecrim, 21, em Lisboa.

- Trem Azul

Record Shop Bar Já era uma loja de jazz, a única do País, mas no final de 2013 alargou o seu leque de atividades e tornou-se num bar cuja principal atração são os concertos de música muito eclética, sempre de quinta-feira a sábado. Este espaço também fica na Rua do Alecrim, 21 A, em Lisboa.

- Popular Alvalade

Este espaço pretende voltar a colocar Alvalade no roteiro cultural da cidade. No Popular, que fica na Rua António Patrício, 11 B, em Lisboa, há fotos antigas do bairro, cartazes de filmes e de bandas, um palco para os concertos que são um dos destaques deste bar. Mostras de cinema, debates e exposições também integram a programação.

Bares para dançar:

- Olympia

Já foi um cinema e um bingo e, em novembro de 2013, foi devolvido ao Porto como club que surpreende logo à entrada com um hall que mais parece o de um hotel. A música house é a grande atração da pista principal, mas na alternativa há música dos anos da década de 1980. Situa-se na Rua Passos Manuel, 119, no Porto e está aberto de quinta-feira a sábado, das 23h às 6h.

- Station

É um três em um, um restaurante (de inspiração asiática), um bar e um club que se divide por dois pisos e que, na primavera, se vai estender para uma esplanada à beira-rio. A programação musical está a cargo do DJ Tó Ricciardi, o proprietário, que programou noites diferentes. À quinta-feira, há funky, disco e soul. À sexta-feira, playstation/clubing é o tema que dá o mote e, aos sábados, o tema é disco-tech. Este espaço situa-se no Cais do Gás, no Armazém A 7, no Cais do Sodré, em Lisboa.

artigo do parceiro:

Comentários