Mar de tranquilidade

La dolce vita a bordo de um luxuoso navio de cruzeiros que já passou por Portugal (fotos)

Poucos cenários serão tão marcantes como Lisboa para dar início a uma viagem de cruzeiro. Quer estejamos na proa ou na popa do navio, a capital portuguesa, o seu casario colorido, os seus monumentos e a sua inigualável luz vista do Tejo têm ainda mais encanto, um presságio de que a viagem, a bordo do MSC Poesia, até Southampton, com paragem em Vigo, seria uma experiência inesquecível. É já em pleno Oceano Atlântico, que começamos a desbravar esta autêntica cidade flutuante (made in Italy) não só pelo tamanho e serviços disponíveis, mas também pela diversidade cultural a bordo.

Só os tripulantes são oriundos de 42 nacionalidades distintas, o que faz do MSC Poesia uma autêntica Torre de Babel dada a quantidade de línguas que por aqui se fala com uma grande diferença: aqui todos se entendem. A simpatia e a hospitalidade são algumas das imagens de marca desta companhia e é isso que se sente desde o início. «Sentimo-nos como uma grande família e queremos transmitir isso aos passageiros», justifica a finlandesa Kristiina Uppala, hotel manager, que se
auto-intitula «a mãe de todos os tripulantes».

Ficou com vontade de experimentar este navio? Então saiba, que tal como aconteceu este ano, o MSC Poesia fará, em 2014, seis viagens com partida e chegada a Lisboa com escala em Barcelona, Marselha, Génova, Málaga e Casablanca. As datas de saída são 19 e 29 de setembro, 8, 17 e 26 de outubro e 4 de novembro. Os preços são a partir de 499 € por pessoa, em ocupação dupla.

Luxo à superfície

O interior é luxuoso e o design italiano impera a bordo. As cores fortes predominam e nenhum detalhe é descurado. A primeira impressão é que quatro dias e três noites não vão dar para experimentar tudo o que o navio oferece e que o dolce fare niente a bordo não tem que ser literal, uma vez que há muito para fazer e, mesmo nos dias passados inteiramente no mar, tédio é uma palavra desconhecida aqui dentro.

O leme do Poesia está a cargo do comandante Giuseppe Maresca, um italiano devoto de Fátima e que em criança sonhava pilotar um Airbus. Ocupa este cargo há 11 anos e diz nunca ter sentido medo. «Sinto sim muita responsabilidade pois, como autoridade máxima do navio, tenho de pensar na proteção de todas as pessoas que estão a bordo», sublinha.


Férias ativas

Quando está sol, todos os caminhos vão dar aos quatro decks mais altos. É neles que estão situadas duas piscinas e quatro jacuzzis, o solário, o campo de jogos, onde se pode jogar ténis e basquetebol, um mini-golfe e até uma pista de jogging, ou seja, manter a forma em alto mar não é difícil. De manhã e à tarde, pode participar em diversos jogos e aulas de dança realizados pela enérgica equipa de animação ou então ter aulas de italiano ou assistir a workshops, que, nesta viagem, incidiram na culinária, no vinho e nas regras para pôr a mesa, ou não fosse este um cruzeiro de gastronomia e enologia.

Refeições a bordo

E por falar em gastronomia, no MSC Poesia a cozinha italiana é rainha. Sentarmo-nos à mesa num dos seus cinco restaurantes é uma autêntica viagem de sabores desde o pequeno-almoço às refeições principais, sem esquecer os gelados, e nem quem sofre de alergia ao glúten se sentirá defraudado, pois tem um menu especial à sua disposição.

No Il Grappolo d'Oro, pode aprender tudo sobre vinhos com o sommelier Giancarlo. Apaixonado pela sua profissão, este italiano descreve com palavras que «todos compreendem», como gosta de salientar, as sensações que o vinho pode provocar, os vários sabores e cores que tem e até que tipo de prato deve acompanhar.

Relaxar no mar

Outra área do navio a não perder é o Aurea Spa, composto por uma suite termal (sauna, banho turco e hidromassagem), uma zona de talassoterapia, salão de beleza e um ginásio totalmente equipado e com uma vista invejável para o mar. A sua especialidade é a massagem balinesa, mas há muitos outros tratamentos, todos eles supervisionados por um médico.

Se quer continuar numa onda de relaxamento, procure um cantinho sossegado no exterior do navio (isto num navio com três mil passageiros pode parecer difícil, mas acredite que é possível) e observe simplesmente o mar, a sua imensidão e tranquilidade, um dos grandes prazeres de uma viagem deste tipo ou então siga o conselho de Eduardo Cabrita, diretor-geral da MSC Portugal, e ponha a leitura em dia. «Ler é das coisas é o que mais gosto de fazer quando estou num cruzeiro», diz.

As noites

A partir das 18/19 horas, os calções, os jeans, as saídas de praia dão lugar aos fatos e aos vestidos de noite ou de cocktail (para saber o que é mais apropriado para cada noite, basta consultar o programa diário que todos os dias encontra na sua cabine). A música ao vivo inunda os vários bares do navio. O casino angaria clientes e o Teatro Carlo Felice abre as portas para dois espetáculos por noite.

«Ao todo temos dez bailarinos e 20 artistas que recriam os êxitos da Broadway e dão vida aos clássicos italianos», exemplifica Anna Werner, a diretora de cruzeiro. Depois, entra novamente em cena a equipa de animação com as suas noites temáticas e se ainda tiver forças pode acabar a noite na discoteca panorâmica S32.

Fora do navio
«Uma das grandes mais-valias de um cruzeiro é poder visitar vários países numa só viagem com a vantagem de não ter que andar com a bagagem de um lado para o outro», realça Eduardo Cabrita. Ideia esta partilhada por muitos dos passageiros do Poesia, que partidos de Génova, já tinham visitado Málaga, Cadiz, Lisboa e Vigo e tencionavam fazer o mesmo com Londres, Zeebrugge e Kiel.

«O tempo não é muito, mas é suficiente para visitar alguns pontos e saber se queremos voltar», refere um passageiro alemão. Há duas formas de fazer estas visitas, a primeira é partir à descoberta sozinha, mas isso só é fácil quando o porto tem uma localização central, como acontece em Lisboa ou em Vigo. A outra é comprar uma das excursões que se vendem a bordo, há sempre várias opções.

O MSC Poesia em números:

Passageiros: 3.013
Tripulantes: 1.027
Cabines: 1.275 (892 externas, 275 internas e 18 suites)
Decks: 16 (13 para passageiros)
Restaurantes: 5
Bares: 7
Discoteca: 1
Anfiteatro: 1 (1.300 lugares)
Lojas: 6
Biblioteca: 1
Piscinas: 2

Texto: Rita Caetano com Anna Werner (diretora de cruzeiro), Eduardo Cabrita (diretor da MSC Cruzeiros Portugal), Giancarlo (sommerlier), Giuseppe Maresca (comandante) e Kristina Uppala (Hotel manager do Poesia)

artigo do parceiro:

Comentários