Descanso imperial num ambiente colonial

Na capital da poesia urbana, no Vietname, antiga residência de imperadores, a casa de um governador foi convertida num luxuoso boutique hotel, o La Résidence Hue Hôtel & Spa

A vila histórica de Hue, no Vietname, não é apenas conhecida pelos seus mais ilustres moradores, os imperadores da dinastia Nguyen, a última família imperial que governou o país entre 1802 e 1945, antes da ocupação japonesa na II Guerra Mundial. Decretada Património Mundial da Cultura pela UNESCO, é também a capital da poesia urbana, um local rico em culturas, lendas e histórias, onde a herança colonial francesa se mistura com a arquitetura tradicional vietnamita. É lá, numa das margens do Rio dos Perfumes, com uma vista excecional, que se ergue o La Résidence Hue Hôtel & Spa.

É a mais luxuosa unidade hoteleira da cidade e uma das mais requintadas do país. Com 122 quartos e suites, este empreendimento turístico integra a MGallery Collection, a rede de hotéis memoráveis do grupo Accor. Antiga residência do governador francês que, no tempo da colónia, conduzia os destinos da região, foi restaurada e convertida num boutique hotel sumptuoso e surpreendente. Veja a galeria de imagens deste hotel.

A sua fachada branca arredondada, com linhas horizontais que se parecem prolongar no espaço e com pormenores decorativos de inspiração náutica, é uma das suas imagens de marca. Os seus distintivos traços arquitetónicos personificam os modernos traços da corrente Art Deco da década de 1930. As suas habitações, elegantemente decoradas, aliam o melhor do charme tradicional de antigamente à opulência asiática de outras épocas.

Fundindo-se num estilo onde o toque nostálgico das suas persianas e os tetos de madeira nos remetem para a época de romantismo dos dias da ida Indochina, é impossível não viajar no tempo. Mais do que um mero boutique hotel, esta é uma unidade hoteleira que procura preservar o charme, o conforto e a atmosfera de uma vila colonial clássica, sem fazer esquecer que os tempos, os gostos e as necessidades mudaram.

Comodidades modernas num ambiente tendencialmente clássico

Nos quartos e nas suites do La Résidence Hue Hôtel & Spa, apesar do ambiente tendencialmente clássico, as comodidades modernas estão todas lá. Além do uso de materiais locais, salta à vista a decoração revivalista e a muita preocupação com o detalhe, para garantir aos hóspedes a melhor experiência. Muitas das habitações exibem uma fabulosa vista para as águas do rio. Outras têm um panorama privilegiado para a exótica torre da cidadela da vila, o principal e mais visitado monumento histórico da localidade.

Dadas as contingências da adaptação da antiga casa do governador, nem todos os quartos são grandes, mas os que têm varanda voltada para o rio e para a piscina, como aquele em que ficámos, não defraudam as expetativas. Longe disso! Nas paredes, há pinturas e de serigrafias antigas que condizem com as cores do painel que decora a cabeceira da cama, os móveis são clássicos e os candeeiros também parecem ser de época.

A cama é king size, o chão de madeira com tijoleira e, em termos de tons, predomina o bege, o branco e o castanho, a par de alguns pormenores em preto. Preservar as características arquitetónicas da antiga vivenda colonial, dotando-as de condições dos dias de hoje, sem perder o charme e a atmosfera de antão, tem sido um desafio constante mas a riqueza de pormenores e a preocupação com os detalhes mostra que a batalha está mais do que ganha.

A prova está nos prémios que tem conquistado, como sucedeu com a distinção atribuída no âmbito dos Condé Nast Traveler’s Readers Choice Awards, a juntar à da revista Travel + Leisure, em dezembro de 2014, mais recentemente. Em 2011, este foi considerado um dos melhores 20 resorts de toda a Ásia.

Veja na página seguinte: Férias de papo (cheio) para o ar

Comentários