Campo de Ourique, um bairro de se comer

O bairro que os outros bairros gostariam de ser

Campo de Ourique é um dos bairros mais emblemáticos de Lisboa. É um bairro como os outros bairros gostariam de ser. Tem identidade, personalidade, homogeneidade (arquitetónica, social, cultural, até económica), tradição e modernidade.

É um bairro com vida, agradável de se visitar. E pode-se visitar a pé pois é plano e tudo lá fica a uma “walking distance”. É um local onde acontece cultura, um bairro que se assume como uma das mais interessantes zonas comerciais de Lisboa e uma das poucas que conseguiu sobreviver ao fenómeno das grandes superfícies comerciais. Campo de Ourique define-se pelo seu caráter residencial e comercial (de pequeno comércio). É um bairro onde as pessoas de Lisboa vêm às compras porque ali encontram variedade, qualidade, exclusividade e sempre um bom atendimento.

Mas Campo de Ourique tem outra dimensão que apesar de ser muito relevante e forte, nunca foi potenciada em conjunto. Trata-se da gastronomia, que no bairro é visível nos múltiplos e excelentes restaurantes, pastelarias, mercados, mercearias, charcutarias e por aí fora, que aqui existem. Esta é uma área na qual o bairro sempre foi rico, mas que nos últimos anos se desenvolveu de tal forma que é legítimo que Campo de Ourique se assuma como o mais importante destino gastronómico da cidade, um bairro de se comer.

Nasceu agora um conceito que agrega todos os agentes económicos que se dedicam a negócios de gastronomia em Campo de Ourique, por forma a criar uma identidade que permita que o bairro seja visto pelos lisboetas e turistas como um local de eleição para quem quer consumir gastronomia, nas suas múltiplas formas, na cidade. Esta estratégia vem na linha de outras que têm sido lançadas em outras áreas da cidade, como em Santos (Santos Design District), Rua Castilho (Castilho Fashion Street), entre outros, e que visam criar uma identidade dentro da cidade, permitindo que se desenvolvam iniciativas de comunicação e marketing para dar visibilidade aos negócios existentes nestes bairros. Os restaurantes, pastelarias, mercados, mercearias e demais lojas de alimentação?de Campo de Ourique convidam a partir de agora todos a irem ao bairro para “os comer”…

artigo do parceiro:

Comentários