BLOOMART no MUDE a partir de 21 de Novembro

Anamar e Telma apresentam a sua exposição até 18 de Dezembro

BLOOMART é um projecto artístico constituído por esculturas murais de médias e grandes dimensões que contêm no seu interior um pequeno tesouro.

Da autoria de Anamar & Telma, os objectos podem ser pequenos mas plenos de significado, realçando a relação entre a dimensão física e a força conceptual.

A exposição faz-nos questionar até que ponto deverão as esculturas obedecer a um certo tamanho para serem consideradas esculturas, ou podem caber na palma da mão? Até onde pode a arte inspirar estados de espírito?

O duo artístico Anamar e Telma partiu na missão de explorar e desconstruir
as noções pré-concebidas de arte escultórica, bem como o poder dos pequenos objectos.

Para a sua primeira série maturada, escolheram trabalhar sobre as ondas sonoras de canções inspiradoras dos últimos cem anos, apresentando assim um conjunto de esculturas que encapsulam o que é abstracto, ou seja sons e energia que não têm dimensões físicas palpáveis.

Alojados em cada uma destas esculturas murais encontram-se anéis carismáticos de épocas várias, com vidas diversas, e carregados de intensa simbologia. Ao longo da história e das culturas, estas formas particulares transportam em si um significado que poucos outros objectos e artefactos possuem, tanto pelo seu uso como identificadores pessoais, como por serem símbolos de união entre indivíduos.

Combinando sólidos e diversos trajectos nas artes, Anamar e Telma Teixeira da Silva vêem os seus trabalhos inscritos no conceito de Arte como Experiência Total, no qual os sentidos se fundem na fruição de um ritual mágico, estético, e potenciador da natural expansão da vida e do ser.

Veja ainda:

" target="_self"> Chegou a hora de abrir os cordões à bolsa

Dita Von Teese fas strip no desfile de Gaultier

Paris fashion Week: Chanel

Acabe com os mitos das dietas

Uma pen que vai fazê-la brilhar

artigo do parceiro: Nilza Rodrigues

Comentários