As melhores casas de chá

Um roteiro imperdível, de norte a sul do país, para os apreciadores da bebida que mais aquece o espírito e a alma

Um bule fumegante ladeado por uma chávena de chá e uma fatia de bolo é o cenário perfeito para uma tarde bem passada.

Se é da mesma opinião, parta à descoberta da rota do chá que lhe propomos neste roteiro.

Além de aquecer a alma e o espírito, esta bebida quente faz bem à saúde, pelo que deve beber pelo menos uma chávena de chá por dia.

Algumas das suas variedades têm um efeito relaxante, outras um efeito excitante e revitalizante e há ainda outras que são antioxidantes e depurativas e também outras que aliviam sintomas e previnem doenças. Qualquer que seja a sua opção, todos têm uma coisa em comum. São sempre o melhor acompanhamento de uma torrada, de um scone ou de uma fatia de bolo caseiro.

A contemporânea

Na Boulan, na Avenida do Lago, no Estoril, o design é minimalista e a banda sonora de eleição é o jazz, que conjugam bem com os chás Mariage Frères e Kusmi Tea no cardápio. Destaque ainda para o bolo de chocolate (que é inesquecível) e para o bolo de iogurte, menos doce, mas também tentador. Vai uma fatia?

A elegante

Requinte e elegância resumem na perfeição o La Caffé Tea Room, uma casa de chá com um ar parisiense e que é também um restaurante, situado na Avenida da Liberdade, em pleno centro de Lisboa. A carta de chás inclui as marcas Mariage Fréres, Kusmi Tea ou Twinings of London, todos eles excelentes, sobretudo, na companhia dos scones ou das torradas LA.

A loja

A decoração oriental dá uma atmosfera especial a Rota do Chá, um espaço situado na Rua Miguel Bombarda, no Porto, onde pode experimentar mais de 300 variedades de chás e infusões. Aproveite para levar os seus preferidos para casa, pois a Rota do Chá tem também uma loja, onde encontra tudo o que precisa para fazer chá em casa, desde os utensílios à própria matéria-prima.

O clube

Os chás Le Palais de Thés chegam à mesa da Verde Tília com uma ampulheta para saber quando está no ponto e nada falhe no momento da degustação neste clube do chá localizado na Alameda Eça de Queirós, no Porto. Para acompanhar, destacamos o bolo de sementes de papoila com doce de tília. Alguns dos pratos servidos no local também são confecionados com chá. Vale a pena provar!

A biblioteca

O chá foi a razão para o aparecimento do espaço Tea Point no Largo de São Domingos, no Porto, que se assemelha a uma biblioteca, e onde, apesar do leque de opções se ter alargado para almoços e jantares, esta bebida milenar continua a ser o centro das atenções. Das 31 variedades, escolhemos o de baunilha de Madagáscar, juntamente com um bolo de chocolate divinal.

A artista

Para além de café e de casa de chá, o Café Saudade, na Avenida Miguel Bombarda, em Sintra, onde a memória do que é português salta à vista, é também uma galeria de arte e palco de concertos. Acompanhe o chá com a tarte de maçã ou com o bolo saudade, também ele de maçã. Uma verdadeira perdição!

A solidária

A história da Casa de Chá As Vicentinas, situada na Rua de São Bento, em Lisboa, já se conta há 40 anos e assemelha-se em tudo à casa das nossas avós e, como tal, é muito acolhedor. Os chás são ótimos tal como os scones e os bolos caseiros. Além disso, ainda pode contribuir para a obra social da Paróquia de Santa Isabel, comprando algumas das peças expostas.

A cultural

Razões para ir à Casa de Chá do Museu Arte Nova, casa de chá localizada na Rua Dr. Barbosa Magalhães, em Aveiro, não faltam, a começar pela belíssima arquitetura do edifício e as 101 variedades de chá que existem para provar. E, como estamos em Aveiro, não faltam também os ovos moles. À noite dá-se uma transformação surpreendente e o espaço torna-se num bar.

A emblemática

A Casa de Chá de Serralves tem uma localização privilegiada em pleno jardim de Serralves, no Porto, onde outrora foi o campo de ténis. Na sua carta de chás, destaca-se o Porto Wine Touch, chá preto com passas embebidas em vinho do Porto, um produto exclusivo. A acompanhar sugerimos-lhe que peça uma fatia de bolo do dia. São caseiros e sempre deliciosos.

A egipcía

Ao passar a porta de Khan el Khalili, vai sentir-se mais no Egito do que no Porto. Há 30 variedades de chá, que pode acompanhar com a torrada El Khalili (com manteiga e compota) ou o Baklava, um pastel de massa filo com pasta de nozes de origem turca. Uma verdadeira tentação para quem não resiste a especialidades exóticas!

A romântica

Tea Amo. O nome soa a declaração de amor em italiano e a decoração imita uma rua com a dose certa de romantismo à mistura. Tudo se conjuga, na perfeição, para a degustação de um chá quentinho. E a acompanhar não pode faltar uma fatia de bolo. Encontra este espaço na Rua Dr. Afonso Cordeiro, em Matosinhos.

A japonesa

Com uma decoração minimalista, a casa de chá Sukiya, localizada na Rua de Vasques de Mesquita, no Porto, tem uma inspiração nipónica, onde nem sequer falta um pequeno jardim com bambus. Recomendamos o chá de morangos do bosque, que é delicioso, mas tem mais 59 à sua escolha, todos da conceituada marca Le Palais des Thés.

A tradicional

A Chá do Carmo é uma das casas de chá mais antigas de Lisboa. Fica no Largo do Carmo e tem preservado o seu estilo clássico. As mais de 50 variedades de chá da marca Mariage Frères são o seu grande chamariz e, devidamente acompanhados pelos scones recheados com compota, sabem ainda melhor. Uma opção central para quem reside na capital.

Texto: Rita Caetano

artigo do parceiro:

Comentários