Passatempo Brundibar

A UAU e o SAPO têm para oferecer 3 convites duplos para esta ópera infantil

Ópera infantil, da autoria de Hans Krása (Checoslováquia, 1899 – 1944), com Libreto de Adolf Hoffmeister. Tendo sido composta em 1938, para um Concurso Governamental, a sua versão cénica apenas foi estrada no Inverno de 1942, num Orfanato Judeu, em Praga, que servia de abrigo a crianças separadas dos seus Pais devido à guerra.

No entanto, nesta altura, já o seu compositor e o cenógrafo, Frantisek Zelenka, haviam sido transportados para o Campo de Concentração de Theresienstadt, juntando-se-lhes praticamente todo o elenco da peça em julho de 1943. Apenas o autor do Libreto, Hoffmeister, conseguiu abandonar Praga a tempo.

Reunido em Theresienstadt o elenco da peça, Krása reconstruiu, de memória, toda a partitura da Ópera. A 23 de setembro de 1943, “Brundibar” estreou em Theresienstadt, com encenação de Zelenka e coreografia de Camila Rosenbaum, tendo sido apresentada 55 vezes, no ano subsequente. No entanto, foi a 23 de junho de 1944 que ”Brundibar” teve a sua apresentação mais emblemática. Uma delegação da Cruz Vermelha Internacional pediu para visitar Theresienstadt, a fim de verificar as condições de tratamento dos “reclusos”, tendo sido montada uma “operação de charme”, por parte do regime nazi, “maquilhando” Theresienstadt, de forma a mostrar ao Mundo, a forma como este regime tratava “bem” o povo judaico.

“Brundibar”, um homem mau, de bigode, despreza os dois irmãos, Zeca e Anita, crianças pobres, órfãs de pai, impedindo-as de ajudar a sua mãe doente. Ajudadas por um Pardal, um Gato e um Cão, reúnem forças, junto das Crianças da Escola, conseguindo assim reunir o dinheiro necessário para ajudar a mãe, numa alusão clara ao regime de Hitler, vencendo, na Ópera, o bem sobre o mal.

Atualmente, “Brundibar” é apresentado em Escolas de Música, um pouco por todo o mundo, sendo sempre realçado o seu significado simbólico.

Bruno Cochat

FICHA
Música: Hans Krása
Libreto: Adolf Hoffmeister.
Versão Portuguesa: Zaida Rocha Ferreira e Cesário Costa
Encenação: Bruno Cochat e Ruben Santos
Direção Coral: Teresa Cordeiro
Direção de Orquestra: Francisco Sequeira
Desenho de Luz: Paulo Sabino
Elenco: Alunos do Atelier Musical da Escola de Música do Conservatório Nacional
M/6

A UAU e o SAPO têm para oferecer 3 convites duplos para o espetáculo de dia 21 de junho no Teatro Tivoli BBVA às 16h.

Como participar:
Envie-nos a resposta correta à pergunta abaixo colocada e diga-nos o que significa para si Brundibar e porquê. (máximo 500 caracteres)

Pergunta: Qual o nome do autor de Brundibar?

Escreva-nos para comunicacao@uau.pt

Atenção: o seu e-mail deverá conter o assunto “Passatempo Brundibar - Sapo Crescer”. A não inclusão deste assunto será motivo de desclassificação.
Deverá também incluir nome completo, nº de BI e contacto telefónico.

Este passatempo é válido até às 12h do dia 20 junho.

Para levantarem os convites, os premiados deverão apresentar o BI, ou outro documento identificativo, na bilheteira do Teatro Tivoli BBVA.

ATENÇÃO: Só é aceite uma resposta válida por endereço de e-mail e por concorrente, pelo que não adianta responder ao formulário mais do que uma vez.

Partimos do princípio que todos os participantes nos nossos passatempos querem mesmo usufruir dos seus prémios, pelo que, excepto em casos de força maior, atempadamente comunicados através do e-mail comunicacao@uau.pt, contamos com a presença de todos os premiados.

Concorra apenas se tem a certeza que pode estar presente.

Reservamo-nos o direito de excluir de futuros passatempos todos os que não procederem desta forma.

artigo do parceiro: Susana Krauss

Comentários