Seia promove em agosto passeios pedestres na Serra da Estrela e nas Aldeias de Montanha

O Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE), em Seia, anunciou esta quarta-feira que no mês de agosto vai realizar quatro passeios pedestres para divulgar a riqueza natural e cultural da região.

"Os itinerários propostos são de pequena rota, realizam-se às quartas-feiras, às 09:00, e procuram dar a conhecer a riqueza natural e cultural das Aldeias de Montanha e da Serra da Estrela", refere a Câmara Municipal de Seia em comunicado.

Segundo o município, o primeiro percurso, com uma extensão de 4.170 metros, será realizado no dia 02 de agosto, na envolvente da aldeia de Sazes da Beira, com início e fim no Santuário de Santa Eufémia.

"No percurso encontram-se inúmeros vestígios de antigas minas de volfrâmio e estanho, exploradas sobretudo durante a II Guerra Mundial, em resultado da enorme procura daquele metal durante aquele período", refere.

Segue-se, no dia 09 de agosto, um percurso pela rota da Garganta de Loriga, um itinerário entre o planalto superior da Serra da Estrela e a vila de Loriga.

"O percurso tem uma extensão de 8.770 metros, está classificado com um grau de dificuldade elevado e compreende uma paisagem marcada, em quase toda a sua extensão, por vestígios glaciários característicos do último período frio que se abateu sobre esta área", é explicado.

Os promotores acrescentam que no trajeto se destaca “uma sucessão de quatro depressões designadas por covões Boieiro, do Meio, da Nave e da Areia, que albergam um conjunto de espécies de fauna e flora raras e exclusivas dos ambientes de montanha".

Para 16 de agosto está programado um passeio que levará os participantes pela vertente sul do maciço superior da Serra da Estrela, num percurso com 7.780 metros, que estabelece a ligação entre a Torre, a uma altitude de 1.993 metros, e a aldeia de Alvoco da Serra.

"De dificuldade elevado, a rota do pastoreio compreende uma paisagem dominada por afloramentos rochosos, prados de montanha, matos de zimbro e piorno e, na envolvência de Alvoco da Serra, giestais e campos agrícolas dispostos em socalcos", indica a nota.

Por fim, no dia 23 de agosto, o CISE dará a conhecer a rota da Caniça, um percurso ao longo do vale da ribeira da Caniça, na Lapa dos Dinheiros, com cerca de sete quilómetros de extensão, com uma paisagem montanhosa dominada por soutos, pinhais, lameiros, matos e afloramentos rochosos.

Neste trajeto merece especial destaque o souto da Lapa, "um bosque de castanheiros centenários, que suporta uma elevada diversidade de espécies de fauna e de flora".

Os interessados em participar nos passeios devem fazer a inscrição junto do CISE.

Cada atividade, realizada com um mínimo de seis pessoas e um máximo de 12, tem um custo associado de dez euros.

Comentários