Portugueses dispostos a investir mais este ano. Só nas férias vão gastar 950 euros

Quase um em cada dez portugueses (9%) planeia aumentar as despesas em 2017 e apenas 5% pensa aumentar as suas poupanças. As conclusões são de um estudo da consultora Nielsen que indica que em média os portugueses vão gastar 950 euros por pessoa nestas férias.
créditos: Pixabay

Este ano os portugueses revelam uma maior predisposição para o consumo. "Lazer/Viagens" é a categoria a registar uma tendência mais elevada de intenção de compra: mais de metade da população (58%) prevê ir de férias entre julho e setembro, sendo que, destes, 51% pensa passar férias em Portugal e 11% no estrangeiro. Os dados são do estudo "Observador Cetelem 2017 - Intenções de compra e férias dos portugueses", realizado pela consultora Nielsen.

Segundo a pesquisa, as despesas nas férias vão rondar os 950 euros, embora o valor aumente para quem opta pelo estrangeiro, com os números a atingirem os 1.465 euros por pessoa. 61% prevê utilizar o seu subsídio de férias, embora 41% pretenda, igualmente, aproveitar esse valor para poupar e 17% para amortizar créditos.

"Portugal vive hoje um clima de confiança generalizada e esse sentimento traduz-se numa maior predisposição para o investimento em serviços e produtos que contribuam para o bem-estar e felicidade das pessoas. Assim, depois de anos recentes muito difíceis, em que os portugueses tiveram de fazer grandes sacrifícios, é com naturalidade que assistimos ao retomar da confiança na economia e nas instituições", comenta José Pedro Pinto, responsável do Cetelem.

Entre as principais conclusões do estudo, destaque, ainda, para os 31% de portugueses que não prevêem fazer férias neste período de verão, principalmente, por motivos financeiros (55%) ou, apenas, por preferirem outros períodos do ano para descansar (21%).

Veja ainda: Alojamentos insólitos para tirar umas férias curtas (mas diferentes)

Comentários