Nem todas as histórias de viagem são perfeitas. Conheça a história deste casal

Fazer as malas, largar o emprego, deixar tudo para trás e partir à descoberta do mundo. Não é a primeira vez que ouvimos uma história destas e também não será a última, mas conheça a de Chanel e Stevo.

Em 2015, este casal sul africano decidiu despedir-se do trabalho em publicidade, com horários rígidos e rotinas formatadas, para partir à descoberta do mundo, com uma particularidade: iriam partilhar o quão longe estavam de casa, ou seja, Joanesburgo.

Criaram o blog “How Far From Home” e seguiram caminho. Começaram a partilhar fotos magníficas dos lugares por onde passavam, mas tinham noção de que a sua viagem não era tão perfeita quanto as imagens que partilhavam transpareciam. E explicaram isso no blog:

“Eu sinto que é preciso partilharmos o lado mais negro da nossa viagem. Se navegarmos pelas nossas partilhas no blog e no Instagram parece que estamos a viver o melhor tempo das nossas vidas. Não me interpretem mal – nós estamos. Está a ser espetacular. Mas a viagem não é só gelados ao sol e belas paisagens. Não.”, partilhou Chanel.

Isto para dizer que perderam a conta ao número de casas de banho que limparam, à quantidade de camas que fizeram e ao número de copos que poliram. Sim, o casal fez questão de mostrar que foi necessário muito trabalho para viajar e financiar este projeto e que adaptaram as suas necessidades diárias para o indispensável.

O objetivo foi explicar que, apesar de estarem a fazer aquilo a que se propuseram, deixar tudo para trás tem as suas consequências e nem tudo é perfeito neste tipo de viagens, mesmo que as fotografias não o demonstrem.

Recentemente, Chanel e Stevo, que já passaram por 113 cidades em 35 países (estiveram em Portugal, mais precisamente no Algarve) e que estão prestes a completar dois anos em viagem, partilharam um dos objetivos para 2017: viajar menos e... trabalhar mais.

“Percebemos que precisamos de fazer mais com esta jornada. Pelo que vimos nas nossas viagens, as pessoas que conhecemos e com quem falámos, e a crescente tendência em colecionar experiências, fez-nos perceber que este tipo de vida é muito mais simples do que uma ideia sabática”, explicou Chanel.

O objetivo do casal passa agora por ajudar outras pessoas que tenham vontade de experimentar a mesma coisa que eles.“Temos alguns projetos em mente para te ensinar e libertar de forma a poderes projetar a vida que te dá a opção de viajar tanto quanto gostarias – assim como nós. A vida é mais divertida quando tens pessoas para partilhar as experiências e quanto mais rápido conseguires fazer o que nós fizemos, mais divertido será para todos, no fim do dia”, afirmou Chanel.

Se estiver a pensar em deixar tudo para trás e iniciar um projeto deste género fique atento às partilhas deste casal.

Comentários