Grupo hoteleiro espanhol abre primeiro hotel em Lisboa e já está de olho no Porto

Abriu no dia 5 mas as vendas online só arrancaram a 11. Em apenas duas semanas, a primeira unidade hoteleira do Iberostar Hotels & Resorts em Portugal já tem uma taxa de ocupação acima dos 75%.

Lisboa tem uma nova unidade hoteleira de cinco estrelas. O Hotel Iberostar Lisboa é o primeiro hotel do grupo espanhol Iberostar Hotels & Resorts em Portugal. Abriu no passado dia 5, só arrancou com as vendas online seis dias depois mas, em apenas duas semanas, já regista uma taxa de ocupação superior a 75%. «Está muito próxima dos 80%», revelou hoje Luís Garcia, diretor comercial do hotel, numa visita com jornalistas e bloguers.

«Este é um dos primeiros hotéis de cidade da marca, um segmento que é a nova aposta do grupo», afirma o responsável. Com 166 quartos distribuídos por dois blocos, uma sala com 300 metros quadrados para reuniões e eventos, um restaurante com gastronomia de inspiração nacional, um spa, duas piscinas, um lounge bar com esplanada e sete salas de reuniões, a nova unidade hoteleira representa um investimento de 35 milhões.

Localizado na Rua Castilho, a poucos minutos da Praça Marquês de Pombal e da Avenida da Liberdade, numa das zonas mais exclusivas da capital, o hotel foi projetado pelo gabinete do arquiteto Eduardo Capinha Lopes e decorado pela decoradora Renata Laranjo, que quis criar «um espaço amplo e contemporâneo», apostando num «minimalismo brilhante». «As peças que escolhi deixam respirar os materiais usados na arquitetura», garante.

Espanhóis em primeiro e portugueses em segundo

O Hotel Iberostar Lisboa, que integra uma royal suite, duas suites, oito junior suites, 153 quartos duplos e duas habitações para pessoas de mobilidade reduzida, é uma das 115 unidades hoteleiras do grupo, que emprega 8.000 pessoas. «É o primeiro hotel da cadeia em Portugal mas esperamos vir a ter muitos mais», assume Inmaculada Muñoz, a diretora que veio de Marbelha e que, apesar do pouco tempo livre, já está rendida à capital.

«Ainda é segredo para já, mas já estamos a pensar no Porto», confirmou ao Modern Life/SAPO Lifestyle fonte do grupo. Depois de Budapeste, Miami, Nova Iorque e Lima, um segundo hotel em Madrid (em 2019) e uma nova unidade hoteleira em Barcelona, a inaugurar entre dezembro desde ano e janeiro de 2018, estão na calha. «O mercado português está a reagir muito bem à marca», garante Luís Garcia.

Nas primeiras semanas, depois dos espanhóis, os hóspedes portugueses foram os que mais pernoitaram no hotel, seguidos pelos britânicos, pelos norte-americanos, pelos franceses, pelos alemães e pelos brasileiros. Com preços a partir dos 140 € para os quartos standard, metade das reservas são feitas diretamente online. «O desafio é manter uma taxa de ocupação próxima dos 80% no primeiro ano», assume o responsável comercial.

Grupo hoteleiro espanhol abre primeiro hotel em Lisboa e já está de olho no Porto

Texto: Luis Batista Gonçalves

artigo do parceiro:

Comentários