Paredes verdes reduzem poluição

Estudo internacional revela redução de substâncias poluentes

A plantação de espécies vegetais em paredes pode diminuir a poluição até 30% nas cidades, de acordo com um artigo publicado no Journal of Environmental Science and Technology. Diversos estudos realizados antes deste demonstraram que intervenções verdes nas cidades removiam do ar o dióxido de azoto (NO2) e outras partículas prejudiciais para a saúde. De acordo com os dados apurados previamente, essa remoção registava apenas uma eficácia de 5%.

Novas técnicas usadas no estudo recentemente divulgado permitiram, no entanto, chegar a uma redução de 30%, um aumento considerável que tem levado muitos especialistas desta área a sugerirem a construção de paredes verdes nas cidades, sobretudo em zonas de circulação rodoviária intensa, para diminuir os focos de poluição nessas áreas. O efeito dos vales urbanos pode ser usado para uma intervenção ecológica nas cidades.

«Inserir paredes verdes de forma estratégica pode ser uma forma relativamente fácil de controlar os problemas locais de poluição», declarou publicamente o coautor do artigo Rob Mackenzie, da Universidade de Birmingham, em entrevista à BBC. As plantas trepadoras, como a hera, são muito usadas neste tipo de intervenção, mas este estudo acrescenta que as árvores plantadas no passeio são também um bom filtro.

artigo do parceiro:

Comentários