O método japonês que arruma a sua casa… e a sua cabeça!

Siga o KonMari, uma filosofia de organização e arrumação e livre-se de tudo o que não o faz feliz. A sua habitação, o seu bem-estar e a sua vida agradecem-lhe!

«Comece por deitar fora. Em seguida, organize o seu espaço, de forma minuciosa e completa, de uma assentada», sugere. Para a japonesa, Marie Kondo, especialista em arrumação e autora do best-seller «Arrume a sua Casa, Arrume a Sua Vida», publicado em Portugal pela editora Pergaminho, é esta a chave do sucesso para uma organização eficaz. Depois disto, a arrumação será reduzida à tarefa de guardar as coisas no seu devido lugar e tudo será muito mais simples.

Ponha mãos à obra e prepare-se. A sua vida vai mudar depois de seguir o método KonMari. Estes são os passos que deve seguir:

1. Deite fora

Comece a tarefa de manhã bem cedo, num espaço tranquilo, idealmente sem música. Primeiro categorize os seus pertences, de seguida ordene-os e, depois, selecione o que vai para o lixo. Categorizar é a primeira ação. Antes de começar a deitar fora, divida os objetos por categorias, coloque-os todos num só local e observe um por um. Reunir tudo num único sítio dá-lhe a compreensão exata de tudo o que tem e facilita a decisão do que manter ou deitar fora.

Ordenar  é o passo seguinte. Comece a tarefa com as categorias com menor valor sentimental. Para Marie Kondo, a melhor sequência é roupa, livros, papéis, objetos diversos e lembranças. Selecionar é a terceira fase do processo. O melhor critério para escolher o que guardar e o que deitar fora, é confirmar primeiro se o objeto a faz feliz e, depois, como é que o percebe. Simples, de acordo com Marie Kondo.

Se mal tocar no objeto e sentir alegria, então fique com ele. Tudo o resto deve ir para o lixo. Mas se, mesmo assim, tem dificuldade em desfazer-se dos objetos, pense no verdadeiro propósito que aqueles têm na sua vida e vai ver que muitos já cumpriram o seu papel.

2. Arrume por categorias

Ao arrumar por categorias de uma só vez, facilita o processo de arrumação. No que se refere à roupa, Coloque as peças de vestuário no chão e siga a ordem que a autora considera mais eficaz. Comece pelas partes de cima e passe para as partes de baixo, roupa para pendurar, meias, collants, roupa interior e acessórios. Para resolver os problemas de espaço, dobre bem a roupa.

No livro «Arrume a sua Casa Arrume a Sua Vida», Marie Kondo diz que a melhor forma de dobrar a roupa é em rectângulo. «Primeiro dobre cada lado de forma longitudinal da peça em direção ao centro e dobre as mangas para fazer uma forma retangular. Depois, pegue numa das extremidades do retângulo e dobre-o para a outra ponta. De seguida, dobre novamente em metades ou em três partes», explica.

Organize também os seus livros. Também aqui, a especialista recomenda uma ordem. Primeiro as publicações gerais que lê por prazer, seguidas por livros práticos (por exemplo, os de culinária), livros para admirar e álbuns de fotografias e, por fim, as revistas. Um dos conselhos de Marie Kondo é, com exceção daqueles livros que são especiais para si, não guardar nenhum outro, porque a probabilidade de os reler é mínima. Faça o mesmo com os livros que comprou e ainda não leu e com os que começou a ler e não terminou.

Os papéis são outro dos cavalos de batalha. Organize-os em três categorias. Os que precisam de atenção imediata, os documentos contratuais e todos os outros que devem ser guardados. Divida-os por três caixas ou pastas, como a especialista explica no livro. Se a primeira estiver sempre vazia, é sinal que já resolveu os assuntos. Deite também fora postais de Natal, cadernetas bancárias usadas, recibos de ordenado e manuais de instrução que nunca usou.

Por fim, Marie Kondo divide os objetos variados por uma ordem que inclui CD e DVD, cosméticos, maquilhagem, acessórios, aparelhos eletrónicos, utensílios de uso diário, produtos de uso diário (como medicamentos), detergentes ou lenços de papel, utensílios de cozinha, e outros.  Deite fora o que guardou sem motivo, como presentes ainda dentro da caixa, embalagens de aparelhos eletrónicos, cabos que não consegue identificar, aparelhos estragados e amostras de cosméticos com mais de um ano.

Veja na página seguinte: As caixas que deve usar para facilitar a arrumação

Comentários