Árvores de fruto que se dão bem nos jardins portugueses

As espécies mais recomendadas por um especialista

O jardim português tradicional é um jardim de perfumes e de frutos e nada como o bom sabor da fruta nacional para o comprovar.

O nosso clima permite
a produção de frutos durante todo o ano em quase todo o país, desde que as árvores sejam bem escolhidas, plantadas e mantidas e, depois,
regadas nas zonas de clima mediterrânico.

Estas são as espécies mais recomendadas para os pomares e para os campos de cultivo portugueses:

Romãnzeiras

Esta árvore dá frutos excelentes para
a saúde, bons e decorativos.
Pode ser podada em sebe, tem poucas doenças, uma
grande escolha de variedades (sem dúvida cerca de 2000 em
todo o mundo).

Figueiras

Bonita árvore,
fruto extraordinário para a saúde, centenas de variedades.
Os seus inimigos são a chuva, as vespas e as
aves.

Amendoeiras e damasqueiros

O damasco
precoce evita a mosca mediterrânica e é um bom fruto para
comer na árvore. Deliciosos quando amadurecidos no ponto.
A amendoeira produz um fruto excelente para a saúde mas
não suporta solos ácidos se não for enxertada em ameixeira.
Raramente é auto fecundo, é necessário plantar várias árvores.
As ameixeiras são fáceis, bons frutos, suscetíveis a poucas ou
nenhumas doenças mas são frutos de verão que devem ser
protegidos dos pássaros e dos insetos, entre outras pragas.

Macieiras

Este grupo de árvores
produz os seus frutos quando as noites atingem temperaturas
médias superiores a 14º C, quando a mosca mediterrânica
(Ceratitis capitata) está ativa. A colocação maciça de armadilhas com atrativo alimentar é a
melhor solução. Para jardins pequenos ou
terraços uma solução fácil e saudável é a
colocação das maçãs em sacos de fruta. A
macieira poda-se bem, é decorativa, o
número de variedades é imenso.
As variedades em coluna
para varandas e terraços, sem poda necessária e
podendo ser cultivadas em
vaso, são resistentes e muito
felizes em micro jardins. O nosso
clima permite a produção dos melhores
marmelos da europa.

Amoreiras

A amoreira-da-china,
de frutos brancos ou negros (Morus alba) é um dos melhores
frutos para a saúde. Fácil de produzir e conservar seco, chega
muito cedo na estação, um excelente fruto de primavera.

Diospireiros ou caquizeiros

De fácil cultivo, árvore
soberba em novembro, coberta de frutos e sem folhas. Mas a
árvore é suja, os frutos caídos atraem as formigas. A vantagem
é produzir um fruto tardio.


Veja na página seguinte: Outras árvores onde vale a pena investir

Nespereiras

As nespereiras frutificam cedo mas
não gostam de demasiado frio nos meses de janeiro e fevereiro.
É necessário podar a árvore para a tornar acessível.
As variedades com qualidade não são muitas.

Oliveiras

A oliveira é incrivelmente resistente e
decorativa podendo também ser cultivada em vaso.

Para
eliminar a mosca da azeitona colocar garrafas com orifícios
de 5mm e uma solução de fosfato de amoníaco de 50g/l.

Para preparar as suas azeitonas, mergulhar
durante 4 a 7 horas, dependendo do tamanho, numa solução de
soda caustica a 3% (30g/l), enxaguar 3 vezes por dia durante
5 dias e as suas azeitonas estão prontas a irem para a salmoura
ou para o azeite.

Feijoas

A feijoa é uma boa árvore de fruto de
outono, decorativa, azul e cinzenta, aceita e gosta de ser podada
para fazer sebes. Deve ser bem regada no verão.

Limoeiros e laranjeiras

Um mundo à parte. Os frutos mais
fabulosos. Não gostam de frio e precisam de ser regados
regularmente no verão. Indispensáveis à nossa saúde no
inverno, generosos, perfumados na primavera, frutos fáceis
de conservar e de transportar. São árvores extremamente
bonitas. Se não tem espaço para uma árvore, coloque um
citrino. É um mundo de diversidade de gosto largamente
desconhecido. Portugal tem um lugar importante na história
dos citrinos e ainda nos falta descobrir variedades em Itália e
na Ásia, especialmente no Japão. As laranjas são os frutos mais
produzidos do mundo e também os mais interessantes.

Texto: J.P. Brigand

artigo do parceiro:

Comentários