O Sol da Caparica também é festival de brincadeira

Dia dedicado às crianças tem Mão Verde, Rita Guerra, Palavra Cantada e um sem fim de animações que todos vão querer carimbar no seu passaporte.
créditos: Festival Sol da Caparica

Os mais pequenos já têm a data marcada na agenda: 13 de agosto é o dia em que vão mandar n’O Sol da Caparica e viajar, de brincadeira em brincadeira, com um passaporte especial onde vão poder guardar os carimbos de muitas e belas memórias. Basta ver o que o festival tem reservado para este dia especial.

Música e ecologia, tudo misturado

Ecologia, rap e Linda Martini podem parecer palavras colocadas completamente ao calhas à primeira vista, mas Capicua e Pedro Geraldes trataram de descomplicar ao unirem esforços para criarem o "Mão Verde", projeto que editou um disco em 2016 e que pretende ligar-se diretamente a um público ainda a adaptar-se à vida pós-chucha. Para criar uma banda-sonora alternativa, a rapper do Porto escreve e dá voz enquanto o guitarrista toma conta das programações e guitarra.

A Disney também vai lá estar!

Rita Guerra canta Disney é outro dos argumentos de peso para este dia. No novo espetáculo, Rita atira-se ao maravilhoso universo da Disney e dá voz a clássicos que encantam sucessivas gerações trazendo a magia para todos.

Aprender é superdivertido

Através da música e das palavras, as canções da Palavra Cantada procuram sempre ajudar todos os pais a educar, mas também a desafiar e despertar as suas crianças, tentando abordar de uma forma lúdica, sensível e com humor, temas tão essenciais como a ecologia, a alimentação saudável e a higiene. Aprender a cantar é sempre mais fácil e certamente muito mais divertido. As canções da Palavra Cantada já se fazem ouvir e ver no Canal Panda, com temas como “Coloridos”, “Lavar as Mãos”, “Caranguejo, o Cravo e a Rosa” a serem já autênticos hinos para pequenos e graúdos.

E haverá muito mais!

Os mais pequenos e as suas famílias vão poder divertir-se a dançar com os Guardiões de Almada, vão poder ir tirar uma foto no palco principal como gente grande, habitar a Aldeia Havaiana, fazer colares de flores e passear no Lago dos Descobrimentos, de cara pintada pois claro.

Vão todos poder ver filmes na mostra da Monstrinha, escutar contos incríveis no Lugar das Histórias, saltar no Megaparque de Insufláveis, experimentar andar de skate, ver exposições, experimentar fazer um graffiti ou fazer uma tatuagem, rir um pouco com os Robertos de Santa Bárbara e ouvir a Fada Paula... e se tudo isso os deixar cansados podem sempre fazer uma massagem reparadora, ou dar mais um saltinho no Trampolim.

As crianças é que vão decidir. Porque a 13 de agosto elas são os reis e as rainhas do Sol da Caparica!

artigo do parceiro: Susana Krauss

Comentários