Quer saber o que é Naturopatia? Está aqui, trocado por miúdos.

A pertinência deste artigo deve-se, não só mas também, a ultimamente ter tido algumas conversas sobre Naturopatia e, apesar de na maior parte delas ser despertado um certo fascínio pelos restantes intervenientes, apercebi-me que ainda existe pouca informação sobre o assunto, ou a existente é muito extensa e não está resumida.

Close up portrait of a young woman in lotus position

Face a esta problemática, decidi pesquisar a fundo e efetuar um resumo daquilo que considero o mais importante da prática da Naturopatia, quem é o Naturopata, quais os princípios base da medicina natural. Segundo a Portaria n.º 207-A/2014, a Naturopatia:

“(...)é a terapêutica que estuda as propriedades e aplicações dos elementos naturais, a fim de prevenir a doença e manter, promover e restaurar a saúde, recorrendo ainda ao aconselhamento dietético naturopático e à orientação sobre estilos de vida e utilizando a fitoterapia, a homeopatia, a hidroterapia, a geoterapia, as terapias da manipulação e outros métodos afins.”

Anteriormente já tinha sido definida pelo Dr. Lust como A ciência, a arte e a filosofia do recurso aos meios naturais. Por outras palavras podemos afirmar que o Naturopata indica ao seu paciente quais as vias naturais para a obtenção de cura ou melhoria e prevenção da doença. São utilizadas muitas técnicas de diagnóstico, tanto ocidentais como orientais, e métodos que se baseiam no uso de produtos alimentares, plantas medicinais e seus derivados, aromaterapia, etc.

Aqui ficamos com uma definição demasiado ampla do que é a Naturopatia, no entanto já dá para ter uma pequena ideia de tudo aquilo que o Naturopata faz. Agrada-me sempre mencionar os princípios base onde a Naturopatia assenta, é-me mais fácil continuar com a explicação posteriormente.

Princípios base

You own your own body. Educar os pacientes e dar enfâse à autorresponsabilização para a saúde, através de um cuidado com o seu próprio corpo, atenção a sinais e a promoção da autocura.

Poder da cura pela Natureza. Identificação e tratamento das causas sem eliminar apenas os sintomas, eliminando assim o desequilíbrio e promovendo a autocura do paciente.

Não causar nenhum prejuízo. São utilizados métodos e substâncias medicinais naturais que minimizem ao máximo o risco de efeitos secundários tanto para diagnosticar a doença como para favorecer a recuperação da saúde. Sempre que possível a supressão e sintomas é evitada, porque interfere com o processo de cura.

Tratamento do paciente como um todo. Saúde e doença resultam da influência e interação de um conjunto de fatores que podem ser físicos, mentais, emocionais, ambientais, genéticos, sociais e outros como a saúde em plenitude inclui igualmente saúde espiritual, o Naturopata incentiva a que se prossiga com o desenvolvimento espiritual.

Prevenção. A prevenção da doença e o alcance da saúde em plenitude no paciente são os objetivos principais da medicina naturopática. Estes objetivos são atingidos através da educação e da promoção de hábitos de vida saudáveis. Ninguém pode ser saudável num ambiente não saudável.

Deixe o seu alimento ser o seu medicamento.

artigo do parceiro: Joana Kouprianoff

O que procura?

Comentários