Como as vidas passadas nos condicionam?

Muitos são os que finalmente já descobriram que o propósito espiritual da vida é a evolução das nossas emoções.

Muitos são os que finalmente já descobriram que o propósito espiritual da vida é a evolução das nossas emoções. Sairmos das trevas da tristeza e da solidão em direção à Luz e ao amor incondicional. Abandonarmos de vez o medo para nos entregarmos ao amor.

Sermos capazes de resistir às reações das mais densas camadas emocionais que cada um de nós carrega, e conseguirmos escolher pela verdade, pela tolerância, pela paciência e pelo amor, é o maior objectivo da nossa alma, e acredito que iremos sempre reencarnar até o conseguirmos fazer. Até que um dia possamos viver na Terra, como o paraíso que ela pode ser, reconhecendo-nos para além das máscaras do ego como espíritos iguais vindos da mesma fonte.

Os que já despertaram para este fenómeno, já deram inicio ao primeiro patamar desta longa mas maravilhosa viagem, ou seja, já assumiram a responsabilidade pelo próprio percurso e por tudo o que atraem. Os também apelidados por Paulo Coelho de Guerreiros da Luz, resgataram já a consciência de que são responsáveis não só pelo que atraem, mas também pelo que semeiam a cada momento, pois já sabem que a Lei do Karma lhes fará chegar os respectivos retornos algures no tempo. Estes despertos são os que já atingiram a solidez interior suficiente para evitar o confronto com o outro, pois já têm a perfeita consciência de que o maior inimigo não está no outro, mas sim em nós próprios, o nosso ego e toda a violência que sobrevive em nós e que continuamente tenta boicotar a nossa expressão do amor incondicional.

Ou seja, a grande batalha espiritual não é entre nós e o mundo. A grande batalha é contra o que dentro de nós não nos permite ainda aceitar, perdoar e agir no mundo a partir da fonte de amor que somos.

Veja na próxima página a continuação do artigo

O que procura?

Comentários