Os florais de Bach

As essências que sanam a mente

Eduard Bach nasceu em 1886 e dedicou-se à bacteriologia, um ramo da medicina. Desde muito novo sentiu uma profunda ligação com a natureza, embora a sua verdadeira vocação fosse ajudar as pessoas.

Graças às suas investigações descobriu um dos métodos mais curiosos da medicina natural: os chamadas florais de Bach. Estas são substâncias florais extraídas da natureza, debaixo de várias formulações, que aliviam doenças que estão relacionadas, sobretudo, com estados emocionais.

Esta medicina natural aplica-se há mais de 70 anos e é recomendada e aceite pela OMS (Organização Mundial de Saúde). Usam-se os mesmos métodos que Bach usou na elaboração deste método e a maioria das plantas são recolhidas nos lugares onde foram descobertas. Em 1933, Bach acordou com a empresa inglesa Nelson a gestão e comercialização do seu método.

Exprimir as suas propriedades

Segundo o princípio curativo idealizado pelo médico, a doença nasce do desequilíbrio entre o corpo, alma e o espírito. Se estes três estão em equilíbrio, não existem doenças. Graças à sua capacidade de entrega conseguiu criar uma espécie de medicina alternativa baseada nas flores.

E como começou? O início foi um golpe de sorte. Começou por recolher algumas flores que trabalhou de diversas formas. Nas suas experiências colocou algumas dentro de um recipiente com água de um rio  e expô-las ao sol durante algumas horas.

Observou que as gotas de orvalho que pousavam sobre as flores conservavam as vibrações destas. E pensou que, se a água era capaz de manter essa vibração, ao administrar-se essa mesma água transmitir-se-ia a essência floral.

Pôs as mãos à obra imediatamente e incluiu álcool na mistura pois este conservava e estabilizava melhor a solução. Depois foi só esperar pelos resultados em alguns pacientes.

O que procura?

Comentários