Essências Florais e Vibracionais

As essências vibracionais actuam nos campos energéticos por suas qualidades bi-polares, equilibrando o padrão de energia do indivíduo.

Nos últimos anos da década de 80, o universo conspirou a meu favor e tive o primeiro contacto com as essências vibracionais. A partir daí a minha vida e o meu trabalho mudariam para sempre. Após aquele momento foi impossível controlar a paixão pelas essências florais/vibracionais com suas delicadas vibrações e tão profundas e efectivas curas.

Movida por uma paixão crescente pelo tema, tenho me dedicado ao estudo e aplicação dessas essências nas mais diversas áreas, em especial na área médica e psicológica.

Para entendermos melhor as essências florais/vibracionais, precisamos nos libertar de velhos paradigmas e abrir nossas mentes para conhecer os conceitos pertencentes a uma nova área de estudos denominados Medicina Vibracional, onde, as doenças são o produto de desequilíbrios físico-químicos, que provocam disfunções e até lesões físicas. Observa-se que o arranjo molecular do nosso corpo físico é, na verdade, uma complexa rede de campos de energia entrelaçados. Estes campos de energia mais subtil coordenam as forças electrofisiológicas, os hormonas e as células do nosso corpo. É a partir destes campos de energia que se originam a saúde e a doença. Tais campos são intensamente afectados pelas nossas emoções, como também, por factores ambientais e nutricionais.

As essências vibracionais actuam nos campos energéticos por suas qualidades bi-polares, equilibrando o padrão de energia do indivíduo. As polaridades podem ser mais bem entendidas ao percebermos que, se possuímos sentimentos de medo, também temos o da coragem em nosso padrão energético, embora ele possa não estar consciente neste momento.

As essências vibracionais actuam no equilíbrio destas polaridades, trazendo para a consciência a coragem de enfrentar o medo, clarificando-o e transformando-o. Na verdade cria-se um terceiro estado decorrente do encontro das duas polaridades. Esse terceiro estado criado pela livre escolha do paciente é o que denominamos “cura”.

Veja mais na próxima página

O que procura?

Comentários