24 de Janeiro de 2017

A Temperança

“Tornamo-nos donos do nosso destino quando aprendemos a lidar com a vida tal como ela se apresenta e não de acordo com as rotinas, hábitos e defesas.”
Este não é o momento de agir. Este arcano maior pede-lhe que tenha muita calma e acima de tudo, bastante paciência. Na grande maioria o ser humano é impaciente, deseja tudo para ontem e quando é necessário esperar … desespera.
Normalmente, a Temperança exerce uma influência muito positiva quando aparece, por isso saiba esperar…

23 a 29 de Janeiro de 2017

Ás de Ouros

“O homem que é firme, paciente, simples, natural e tranquilo está perto da virtude.”

Complicamos tanto as coisas, oh deuses! Complicamos o que é simples e o que é complexo. Vai tudo a eito! Todos os acontecimentos são analisados através de uma lente de pessimismo e derrotismo que nos consume dia após dia, ano após ano. Estamos velhos e cansados por causa desta teimosa maneira de viver.

A partir do momento em que não vemos alternativas à nossa frente - porque cegamos com os medos e confusão mental -, é porque desistimos de tentar, muitas vezes no primeiro obstáculo. Às vezes temos mesmo que recomeçar por aquilo que parece o princípio, mas não é. A “bagagem”, a experiência que já adquirimos faz com que isso não seja um começar do zero.

Um recomeço assusta? Sim, é verdade. Deixar para trás uma série de situações conhecidas e confortavelmente familiares dá trabalho, requer esforço, coragem e uma serenidade que muita gente não quer sequer experimentar, mas não há outra solução. Vamos lá!

O Ás de Ouros reforça a sua confiança no que diz respeito a projectos materiais. Qualquer negócio, qualquer mudança no emprego, ou de emprego, estará protegido por este Arcano menor poderosíssimo. Ele pede que confie no destino e em si.

Esta carta também indica que está focado quase que exclusivamente nestas questões, mas e então o coração, fica de lado (até fica, do lado esquerdo!)? Os antigos diziam que nós temos 3 corações e que o da esquerda é o dos tolos, o do centro é o secreto e mais profundo – é a câmara da alma, e o da direita que é o coração dos sábios.

Bom, não adianta fugir daquilo que tem de ser resolvido. Quanto mais tempo passa mais envolvido/a fica na teia. Se é para agir que seja já.

23 a 29 de Janeiro de 2017

2 de Ouros

A dualidade está muito presente nesta carta, já que ela fala de equilíbrio, mudança e de uma combinação harmoniosa entre a necessária actividade e a prudente inacção, o que à primeira vista pode parecer bastante problemático.

O 2 de Ouros surge normalmente com um aviso de que algo está para mudar, mas é preciso organização e disponibilidade para esta mudança poderá deitar tudo a perder. Como combinar tudo isto? Pois, ninguém lhe poderá dar uma fórmula mágica que resolva essas questões... simplesmente porque não deve haver só uma fórmula. Esse é um dos desafios que a vida nos impõe, conseguir equilibrar as nossas forças e aspectos da existência. O melhor dos conselhos talvez seja o viver o dia-a-dia sem se colocar a atenção no futuro.

Outro dos conselhos que esta carta lhe dá é que se descontraia, leve as coisas de forma mais leve, deixe a austeridade para aqueles que não sabem amar. É evidente que há questões que têm de ser resolvidas, mas estas podem-no ser de maneira diferente, com uma postura mais desprendida. Uma constante atitude sisuda ou o franzir das sobrancelhas, ajuda? Não.

Evite o mais que poder levar o trabalho para casa e vice-versa. Se o dia de trabalho correr mal, tente espairecer antes de entrar em casa, para não levar toda essa carga consigo, pois provavelmente acabará por descarregá-la em quem menos merece.

Saiba qual é o seu signo ascendente

por Paulo Cardoso

Conheça o signo que está posicionado na linha do horizonte no momento do seu nascimento e que influencia a sua individualidade.

Compatibilidade amorosa

por Paulo Cardoso

É compatível com o seu parceiro? Descubra já!