24 de Agosto de 2017

4 de Espadas

Porque será que passamos a vida a reprimir as nossas emoções? Temos medo de chorar porque pensamos que nos vão achar fracos, não nos rimos com medo que nos achem tolos e andamos assim, por vezes, uma vida inteira, com medo de mostrar o que, realmente, está a acontecer dentro de nós. Esta carta pede-lhe que não se isole e que não tenha medo de partilhar o seu mundo e sentimentos com as pessoas importantes da sua vida!

21 a 27 de Agosto de 2017

4 de Espadas

Vou-lhe dizer um grande segredo, meu caro. Não espere o juízo final. Ele realiza-se todos os dias. (Albert Camus)

Todos os dias, em todos os pequenos e grandes detalhes, em todos os contactos com os outros, os que simpatizamos, mas principalmente com aqueles que nos não nos dizem nada, com quem não temos afinidades, é assim que vamos somando pontos na nossa ficha de ascensão. Não são precisas grandes marcas ou ostensivas batalhas para sermos postos à prova, pela nossa alma, apesar de às vezes surgirem. Muitas vezes são nos pequenos detalhes que nós caímos, nas pequenas… distracções. As cascas de banana, as armadilhas, estão ao longo do todo o caminho, é preciso vigiar, é preciso manter os radares a funcionar sem cair no extremo oposto de nos tornarmos desconfiados, ou descrentes.

Esta é uma boa altura para repensar objectivos, estratégias e propósitos de vida. Sendo o 4 de Espadas uma carta que apela ao retiro e à reflexão, é bom que este seja profundo e que traga mais autoconhecimento.
Talvez esta não seja uma boa altura para a acção, mas sim, para retemperar forças para voltar ao Bom Combate. Aceite cada fase da sua vida com a mesma naturalidade… e descanse. Baixe as armas por algum tempo. Até pode ser que se habitue a usar outras “armas”.

Saiba qual é o seu signo ascendente

por Paulo Cardoso

Conheça o signo que está posicionado na linha do horizonte no momento do seu nascimento e que influencia a sua individualidade.

Compatibilidade amorosa

por Paulo Cardoso

É compatível com o seu parceiro? Descubra já!