Os 5 princípios do Yoga: alimentação adequada

"Comer para viver (bem) e não viver para comer"

Uma alimentação equilibrada, com um balanceamento adequado dos nutrientes, é fundamental para a manutenção da nossa saúde e vitalidade.

A dieta yoguica é lacto-vegetariana e consiste em comidas puras, simples e naturais, que se digiram facilmente e que sejam benéficas para o nosso corpo e para a nossa mente.

Existem três razões fundamentais para optarmos por uma alimentação vegetariana:

  • A violência que é infligida sobre os animais;
  • O desperdício de recursos alimentares para a criação de gado para abate;
  • Os efeitos nocivos que sobretudo as carnes vermelhas têm na nossa saúde.

No Yoga são tidos em consideração não só os efeitos orgânicos dos alimentos, mas também os seus efeitos subtis sobre a mente. Por esta razão, devem ser evitados os alimentos excessivamente estimulantes que tornam a mente instável, bem como os alimentos demasiadamente pesados que nos levam a um estado de prostração.

Não precisa de fazer uma alteração radical na sua dieta, mas aceite a sugestão de gradualmente ir retirando as carnes (começando pelas vermelhas), paralelamente introduzindo uma maior porção de vegetais, sementes, frutos secos e cereais. Procure também fazer mais refeições e comer menos em cada uma delas, nunca enchendo totalmente o estômago para não sobrecarregar o organismo. Evite tabaco, bebidas alcoólicas e com cafeína/teína. Estas substâncias além de poderem ser prejudiciais para a saúde física são inimigos de uma mente estável, objetivo primordial de um yogui.

Telem: 96 183 90 90 http://www.sivananda.pt

O que procura?

Comentários