Meditação, yoga da mente!

A meditação apura os nossos sentidos, principalmente a nossa intuição, ajuda-nos a ter mais foco e atenção ao que sentimos, pensamos e fazemos.

Meditar é uma massagem para a alma, para o espirito e para a mente, e o corpo é beneficiado, não existe separação no nosso ser, tudo está interligado, quanto mais meditação mais união e equilíbrio.

A Meditação poderá ser considerada o yoga da mente, até porque o yoga não é apenas um conjunto de asanas, vai para além das posturas físicas, dando mais enfase à postura espiritual, pessoal e moral que temos no nosso dia a dia, tal como a meditação, que não é apenas um exercício mental para fazer numa sala sossegada e zen, pois a verdadeira meditação mental é testada em várias situações, nas mais calmas e nas mais agitadas ao longo das nossas rotinas diárias.

Atualmente também ouvimos falar muito sobre o Mindfulness, um termo que se tornou mais “in” mas que não é mais do que a tomada de consciência do presente em que nos encontramos, sejam nas ações, pensamentos, emoções, gestos, intenções etc, ou seja MEDITAR, portanto não interessa o nome que damos às coisas, mas sim a tomada de consciência pelo nosso próprio bem estar interior e exterior, para sentirmos mais harmonia na nossa vida.

A meditação apura os nossos sentidos, principalmente a nossa intuição, ajuda-nos a ter mais foco e atenção ao que sentimos, pensamos e fazemos. O objetivo da meditação não é de controlar os pensamentos, mas apenas observa-los, e permitir a fluidez natural do que vem e do que vai, e assim naturalmente vamos ganhando equilíbrio sem forçar o silêncio mental, ele apenas acontece sem pensarmos se vai acontecer ou não.

Meditar é então o yoga da mente, que pode fazer diariamente, nem que sejam 5 minutos antes de adormecer e ao acordar, que fará toda a diferença na sua vida, e verá que os hábitos pouco saudáveis irão desaparecer para dar lugar a escolhas e atitudes saudáveis.

O essencial na meditação é não se preocupar em como está a meditar, se está a fazer bem ou mal, isso não existe, apenas aquiete o seu corpo, concentre-se na respiração, observe o seu respirar e deixe-se estar por uns minutos, e permite-se a entrar no seu mundo interior de forma recetiva, para ir ao reencontro do seu amor próprio. Experimente e ficará surpreendido.

Jamina Ann da Silva

www.jamina.wix.com/jamina

artigo do parceiro:

O que procura?

Comentários