Será que ele / ela vai voltar?

Esta é sem duvida a grande frase que mais circula na mente de todos aqueles que estão a passar uma qualquer crise a nível romântico...

Sei que estamos numa época, fase, Era, século, como queiram, de mudança de energia, de crenças, de paradigma.

Estamos ainda carregados de memórias das vivências dos últimos séculos de dor, culpa, medo, sofrimento, sacrifício, etc.
Estamos finalmente a constatar que a fórmula que nos passaram para viver o amor, nada tem de seguro ou sequer nos aproxima do que acreditamos ser uma relação feliz.

No entanto hoje não nos podemos queixar de falta de informação que nos faz chegar continuamente uma nova fórmula para viver esse lado tão bonito da vida. Está a ser-nos pedida uma enorme mudança e a proposta de uma mais equilibrada maneira de viver.. Começando claro com a nossa relação connosco próprios e só depois de nós próprios, seres individuais, completos e responsáveis pelo nosso equilíbrio, estamos prontos para escolher e manter uma relação de qualidade com alguém.

Não é importante procurar as razões porque eles ou elas foram embora.. Se endoideceram, arranjaram outro ou outra, ou se simplesmente resolveram desistir, são razões que em nada irão ajudar à reconstrução de uma nova fase de vida e de um novo Ser. O ponto de partida para uma nova vida é aceitação e a fé de que nos espera algo melhor.

Hoje sabemos que forças maiores, energéticas, magnéticas, astrológicas nos empurram para uma forma de estar cada vez mais consciente e que não dispensam a valorização de cada um.

Veja na próxima página a continuação do artigo

O que procura?

Comentários