Estás a criar paraísos ou infernos?

Para muitos, dar é fácil, receber é mais difícil.

A nossa resistência a aceitar que merecemos Luz, amor, apoio, carinho, tempo ou disponibilidade e quantas vezes o próprio dinheiro, são ainda indícios de que a nossa balança interna ainda não estabilizou na respectiva área.

Depois da longa temporada de vivências na escuridão, sair pela primeira vez para a Luz é um desafio.

Requer um imenso esforço.

Chega a ser doloroso.

Cria medos, pânicos, ansiedade e leva-nos por vezes a estados de ridículo controle.

Mas quando vemos a Luz pela primeira vez, já não há volta atrás. É-nos pedido a mais difícil atitude para um ser humano que acabou de chegar das trevas; largar tudo e confiar...

Tal como o bebé na sua hora terá que largar o ninho quente e protegido e sair para a Luz..

É uma longa e lenta transição entre os dois estágios.

Uns dias ainda controlamos outros já confiamos.

Umas horas temos medo outras temos fé.

Em algumas situações somos Luz, noutras resistimos, fazemos força, evitamos.

E até sairmos de vez das trevas e abraçarmos por completo a Luz iremos viver esta polaridade e iremos atrair esta dualidade.

Não há como brincar com o Universo e muito menos usar jogos e manipulações.

Ou confiamos ou controlamos, e cada atitude tem o seu respectivo retorno.

Nem mais nem menos.

Veja na próxima página a continuação do artigo

O que procura?

Comentários