Respiração

Quando, sob stress, conseguimos de alguma forma controlar a respiração podemos organizar melhor os nossos pensamentos e emoções

Nosso corpo tem duas funções principais que são o movimento e a respiração. Essas funções ficam perturbadas quando passamos por conflitos ou estamos sob estresse, pois essas situações reduzem nossos movimentos e nos limitam a respiração.

Por isso quando a respiração é superficial, ou seja, quando não conseguimos respirar profundamente, diminuímos as sensações do nosso corpo. Quando respiramos profundamente nos enchemos de vida e conseqüentemente nos movemos com mais liberdade.

Quando, sob estresse, conseguimos de alguma forma controlar a respiração podemos organizar melhor nossos pensamentos e nossas emoções.
Quando temos oxigênio suficiente no organismo, brilhamos com a vida, somos dinâmicos, vigorosos e animados.

Uma pessoa que respira mal não tem calor nem energia suficiente para enfrentar a vida, sente-se desanimada e desmotivada. Saiba que, sob estresse, temos a tendência de reter nossa respiração. O medo, o susto, a raiva e o terror nos afetam profundamente.

A melhor maneira de iniciar qualquer prática de relaxamento ou meditação é a utilização de uma técnica de respiração eficiente.

Apesar de nossa respiração ser controlada pelo sistema nervoso autônomo, pelo parassimpático, podemos torná-la consciente, pois temos absoluto controle sobre ela. O corpo respira naturalmente e mantém suas funções vitais, no entanto, podemos interferir através de nossa consciência com o objetivo de melhorar essas funções. Mais uma vez devemos exercitar nossa vontade para alcançar uma meta estabelecida. Nosso corpo é plástico, moldável, desde o cérebro. Ultrapassar os próprios limites não é uma função somente do atleta, todos nós podemos nos utilizar de nossa vontade.

Saiba mais na próxima página

O que procura?

Comentários