O nosso propósito de vida/missão qual é?

As missões ou propósitos de vida não têm que ser grandiosas, aliás podem ser muito grandes mas em situações simples ou aparentemente “pequenas".

Muitas pessoas questionam-se sobre o seu propósito de vida, a sua missão, o seu dharma, sentem que têm que encontrar uma missão para que as suas vidas tenham mais sentido e pensam que tem que ser algo muito grande para que possa fazer o tal sentido, normalmente o motivo é porque alguém lhes disse que tinham uma missão especifica e ficam baralhadas em como agir, ou porque se comparam com outras pessoas, ou porque não estão satisfeitas com a vida que levam, ou porque acham que o que fazem é insignificante.

Ora bem...a “novidade” é que o propósito de vida ou missão de estarmos cá na terra, é a felicidade, sermos felizes e aprender a amar e ser amado!
Tão simples assim? Sim e não, porque como todos nós já sabemos, estas questões podem ser missões para a vida toda, porquê?
Porque nem sempre são fáceis de viver, de acontecer, de sentir...pode levar imenso tempo até ser algo completamente natural nas nossas vidas...o mais estranho e engraçado é que nem sempre nos lembramos desta grande missão de vida, procuramos sempre algo fora quando a chave está bem dentro de nós, esta missão é bem grande, e para a vivenciarmos completamente passamos por desafios, crises, etapas...quando no fundo podia ser tudo bem simples, mas estamos na terra, a grande mestra da vida onde aprendemos.

Tudo bem que existem pessoas que parece que já nascem sabendo o que querem fazer ao longo das suas vidas, outras pessoas fazem mil e uma coisas, outras pensam que têm que ir para a África ou Índia...tudo é válido, mas o segredo para viver uma vida com sentido é em primeiro lugar se sentirem felizes fazendo o que fazem e com o que são.

Sei que existe muita gente em empregos ou em situações que no fundo não querem, mas será que não existe ou existiu uma outra escolha quando tomaram essas opções? Outras pessoas não sabem o que as faz feliz ou o que querem fazer, neste caso é irem experimentado várias possibilidades, mesmo aquelas que nunca tinham pensado antes, pois nunca sabemos onde pode estar escondida a tal alegria e paixão interior de viver.

O que procura?

Comentários