2013 - Após o fim do mundo...!

por Vera Luz

Depois de meses para não dizer anos a ler este titulo sensacionalista, hoje foi a minha vez de o usar!


E eis que sobrevivemos à curiosa data de 21-12-2012.


Há séculos que a Humanidade não se sentia tão insegura, assustada, frágil e medrosa como agora.


Fico espantada como ainda tantos se assustam com o conceito de fim do mundo...


Como dizem os budistas, a ignorância é um dos venenos da humanidade e em tantos momentos isso se pode comprovar.


Esta é apenas um deles...


Tenho observado que as pessoas mais "assustadas" mais negativas, mais violentas, mais turbulentas, mais fundamentalistas, são também as menos informadas e por isso as mais cépticas.


Realmente olhando para o mundo ou para as noticias não é para menos... mas também acredito que é precisamente por o mundo estar como está que a única tábua de salvação está mesmo dentro de nós.


Por estarem ainda presas a preconceitos velhos de como as coisas deveriam ser, à previsibilidade e controle do mundo, maior parte das pessoas não sabe ainda lidar com a Impermanência constante da Vida. A essas pessoas eu pergunto como lidam com a imprevisibilidade do tempo, das reações dos outros e do eterno mistério que é afinal o dia de amanhã.

A Vida é sagrada, é a viagem de um espírito que começou antes e irá continuar depois desta vida presente, tem um propósito muito maior do que a maior parte de nós consegue conceber. É precisamente a ignorância dessa realidade que nos torna controladores, medrosos, cépticos, incapazes de confiar em algo que não percebemos com os nossos 5 sentidos.

Há 500 anos atrás por exemplo, no meio das guerras, enormes desafios diários, pestes e perseguições, ainda nos apoiávamos numa religião que nos prometia o paraíso se nos portássemos bem e nos garantia a salvação em troca de dinheiro e preces.

Veja na próxima página a continuação do artigo

O que procura?

Comentários