Emergir

O qquinócio da primavera está aí!!! Quando a primavera se manifesta de forma única na natureza e se instala. Os antigos celebram-na desde há muito entre 20 e 23 de março.

Não me tem apetecido escrever, até hoje, pois é tanto o que vai aqui dentro que não coube em nenhuma palavra, frase ou sílaba.

Resumindo e baralhando, tempos duros em todo o globo de verdades exaltadas que abanam muito todas as estruturas, trazem ao cimo o melhor e o pior de cada célula da Terra e de nós, seja na fé, nas atitudes, nas escolhas, no que relacionamos e como nos relacionamos, como nos expressamos, manifestamos e curamos. No que queremos e não queremos mais, o que nos grita das entranhas e o que fazemos com tudo isso. Justiça, persistência, verdade, acção, amor e dor, desconstrução, destruição vs. construção e muita aprendizagem. Tempos estes que segundo o que vejo na Terra e na dança dos Céus, assim nos desafiarão durante os próximos meses, ou melhor, digamos que será uma Primavera bem audaz e exigente para com as sementes que nasceram na Terra nossa Mãe, na Terra do nosso jardim e na Terra das nossas Almas. Será um Emergir inesquecível, recheado de emoções fortes e duras escolhas, quanto a mim. Como um parto. Por vezes impulsivo outras lento, um movimento das entranhas que muito vai destrinçar sobre nós.

Que olhemos dentro e fora e saibamos observar. Que tenhamos a audácia de ser genuínos e criativos, pois frente a todos os desafios pessoais e mundiais de momento, é preciso muita criatividade, humildade, amor e acção.

O que procura?

Comentários