Destino vs livre-arbítrio

O conceito de livre arbítrio baseia-se no facto de que realmente somos livres e podemos mudar a nossa história mudando as nossas escolhas.

Ainda se vê muita confusão entre o conceito de destino e livre arbítrio.

O conceito de destino só por si quase que nos leva a acreditar que vivemos impotentes perante os movimentos inesperados da vida, mas perde força quando percebemos que temos na mão o poder de escolher.

O conceito de livre arbítrio baseia-se no facto de que realmente somos livres e podemos mudar a nossa história mudando as nossas escolhas, mas também perde força perante o que não podemos mudar e o imprevisto que nos chega.

A proposta é conciliar ambas.

Cada um de nós traz consigo uma proposta de evolução pessoal. Considerando que a nossa evolução é um processo permanente e não um patamar final a que iremos chegar, ela é a constante alquimia interna dentro de cada um de nós, de transformação de tudo o que é medo em amor. De tudo o que é inconsciente, em consciente. De tudo o que é excesso ou falta, em equilíbrio. Evoluir é então gerir o que nos chega e o que sai de nós. É tomar consciência do que chega para que possamos melhorar o que sai.

Conforme a frequência da nossa energia, iremos ser inconscientemente arrastados pela vida fora, para condições de nascimento, eventos, encontros e circunstâncias imprevisíveis (destino ou o que não podemos mudar) que se revelam perfeitas para que possamos lidar com elas e encontrar respostas mais positivas e amorosas (livre arbítrio ou o que podemos mudar).

De acordo com a lei do karma, esses mesmos eventos trazem padrões que colocámos em movimentos noutras existências e que agora nos chegam para que possamos tomar consciência deles e alterá-los para frequências mais leves. Ou seja, o que de facto está na nossa mão é a resposta interna que damos a esses eventos externos.

Quando não há consciência destes mecanismos, iremos ver o positivo que nos chega como sorte e o negativo como azar, sem noção de que podemos alterar esses movimentos dando novas e mais evoluídas respostas. É essa inconsciência que nos faz resistir e temer o negativo e infantil e inutilmente correr atrás do positivo. É essa inconsciência que nos leva a alimentar os velhos padrões, mantendo-nos presos aos mesmos.

Só uma nova consciência mais iluminada nos permite libertar esses mesmos padrões, simplesmente dando-lhes respostas mais positivas.

O que procura?

Comentários