A nova Era do Amor

por Vera Luz

Os últimos três anos foram um desafio no que toca a relacionamentos. Todos foram passados pela mais fina das redes e pela mais precisa das lentes. E se todas as áreas da nossa vida envolvem algum tipo de relacionamento, acabámos assim por sentir este fenómeno em todas elas. Todos, de uma maneira ou outra, fomos surpreendidos com o inesperado, com o impossível, com o que mais temíamos ou até com o que mais ansiávamos.

Desde Outubro de 2009 que o Planeta Saturno esteve na Constelação da Balança. Este posicionamento veio propor a todos nós, a um nível global, um crescimento, maturidade e tomada de consciência de todos os nossos antigos padrões de comportamento e atitude, dentro de qualquer relacionamento. Dependendo do mapa natal de cada um, podemos saber em que área de vida sentimos esse impacto com mais intensidade. E se todo o tipo de relacionamento esteve debaixo de lupa, todos sabemos que os que mais nos afectam acabam por ser os relacionamentos amorosos ou românticos. Ao ser nestes relacionamentos que projectamos as nossas maiores expectativas, acabam por ser os mesmos que nos criam as maiores desilusões.

Estes últimos três anos foram assim uma proposta de crescimento, de amadurecimento, de assumirmos a responsabilidade pela nossa felicidade dentro de nós e dentro dos nossos relacionamentos. Foi-nos dada uma maravilhosa oportunidade de trazermos a nossa verdade ao de cima perante o outro.

Através dos mais “curiosos” acontecimentos, eventos, circunstâncias, todos tivemos um convite da vida a mudar o que já não nos devolvia uma imagem maravilhosa de quem nos viemos tornar, ou de quem queremos Ser, dentro de um relacionamento. Todas as nossas fundações, as estruturas que criámos no tempo, acreditando que nos devolviam estabilidade, segurança e conforto, foram violentamente abanadas e postas em causa tal como o faríamos com qualquer máquina antiga que ainda insistimos em manter. Para a mantermos, precisamos primeiro saber se ainda funciona ou se vale a pena reparar.

Veja na próxima página a continuação do artigo

O que procura?

Comentários