A Mente, o Ego e a Matriz Divina

Sobre o funcionamento da mente no psiquismo interno do ego e como a consciência altera o seu uso.

Dentro do ser humano e inerente à evolução, existe uma batalha interna entre o ego e a matriz Divina, esse duelo é na verdade a luta entre o ego e a vivência que proporciona a evolução.
O ego faz um trabalho exemplar para esconder-se, fazendo-nos esquecer por completo do nosso verdadeiro EU, fazendo-nos viver ao sabor dos seus caprichos e sem nos apercebermos estamos constantemente a ser manipulados por ele.
O desejo de receber faz parte da matriz Divina e é ele que impulsiona a evolução, mas o desejo egoico de receber só para si não dá espaço para mais nada nem ninguém, cria vivências ego centradas sempre ocupadas só consigo… de novo uma esfera isolada em luta para obter.
O ego manipula e controla das mais variadas formas o nosso desejo de receber somente para nós próprios e começa os campos de batalha.
A batalha tem como protagonista de controle a mente.
Vamos ver como funciona através de uma imagem simples, vejam a mente como uma televisão, o cérebro é a televisão e os pensamentos as ondas de antena para se ligar à rede e dar-nos a imagem.
Na verdade o cérebro é apenas uma máquina, mas mediante as imagens que nós temos registadas no desejo do ego em obter, vamos sintonizar com a antena que mais nos convém.
Nas células de memória da matriz Divina está a centelha que nos liga à capacidade de criar o desejo do bem comum ao todo, então o ego pega nesta antena e deturpa-a, ilude-nos, criando a ilusão da separação entre o desejo e a realidade que se apresenta, dando a sensação de frustração, de separação, de solidão, depois raiva em não obter , desta forma o ego entra em formatos de sobrevivência tentado utilizando a energia da Matriz Divina e cada vez mais longe dela.

O que procura?

Comentários