A dicotomia atual da evolução humana

Existe todo o tipo de informação que proclama que o sofrimento acabou, que já não é preciso sofrer, mas o ser humano tem que se propor a sair da vitimização.

Sinto que neste momento se o ser humano não perceber que existe uma linha muito ténue entre a velha forma de estar em relação com a vida e os acontecimentos e nova visão interna do que representam como crescimento, pode ficar muito confuso.

Na realidade existe todo o tipo de informação que proclama que o sofrimento acabou, que já não é preciso sofrer, mas esta informação dita desta forma é contraditória na verdade, então deixo aqui uma visão mais consciente e objectiva.

Para poderemos ir mudando estes registos de confinação a uma realidade que faz sofrer, o ser humano tem que se propor a sair da vitimização, para o fazer tem que viver experiências onde integrará a realidade do que está a libertar através das mesmas, mas não pode fazê-lo sem sentir o que ainda está a impulsionar nas suas emoções, só assim poderá expandir a sua consciência e sentir que pode mudar a forma como vive interiormente a mesma realidade.

Contraditório não é???

Mas é um facto que para ultrapassar o sentimento de vitima, a alma que quer acompanhar a evolução energética do planeta e a ascensão a um novo patamar de consciência, impulsiona a experiência e isso devolve a oportunidade para o ego se libertar do padrão que estava impresso no caracter.

Não deveremos ser ingénuos, devemos estar bem conscientes desta realidade, mas fará toda a diferença a consciência com que olhamos e sentimos o que está a ser liberto.

Desta forma o movimento de consciência devolve o reequilíbrio, a pacificação e a integridade do crescimento.Isto é um facto e deverá estar presente, pois estará a ser actualizado no nosso dia a dia.

Ao integrarmos, sentirmos e libertamos no espaço quântico, o registo modifica o programa celular muito rápido... entra numa nova frequência, muito mais leve e produz permanência fora do registo do medo. Produz nova energia , mais alta e leve na elevação da consciência. Faz-se por etapas e requer entrega sem dor, mas permitindo que ela se manifeste, para modificar o registo pela consciência.

Vamos lá colocar os pés na Terra... Um Abraço enorme a todos, Ruth Fairfield

Sobre a autora:

Ruth Fairfield é meu nome e considero-me uma cientista cósmica, pois os astros sempre me encantaram desde muito nova, dedico a minha vida a criar dinâmicas de consciência da influência evolutiva do mundo da energia cósmica e como podemos acompanhar toda a transformação interna , gerir o livre arbítrio, com o mapa da estrada da vida, a matriz astrológica, a impressão digital da nossa alma...

Fiz a formação de astrologia no Quiron, escola de astrologia gerida por Maria Flávia de Monsaraz, várias formações com Alan Oken, José Luis de Nascimento e outros...

Criei uma forma de mesclar todo o conhecimento de astrologia Esotérica, psicológica, kármica e médica e criar uma leitura do movimento da energia num sentido pratico e dinâmico de forma a ajudar as pessoas a conhecerem-se, criarem autonomia e gerirem a sua mudança... a criarem vitalidade, vontade e entrega na sua vida quotidiana…

 

Incondicionalmente rendida ao Universo e às Leis da Vida....

Ruth Fairfield

 

Contactos:

Ruth Fairfield

966425493/914632063

www.eterhum.com

Sunshineruth@gmail.com

https://www.facebook.com/ruth.fairfield

 

artigo do parceiro:

O que procura?

Comentários