Angélico - o Destino Invulgar dos Astros Isolados

As grandes questões que se colocam são: (1) será que os astros poderiam “prever” algum tipo de evento tão dramático como o acidente que sucedeu e (2) em caso afirmativo, evitar que tivesse acontecido?

Todas as semanas ouvimos notícias de acidentes nas estradas, na maior parte dos casos, por descuido dos condutores. Esta semana, uma figura mediática foi protagonista de um acidente gravíssimo que colocou em causa a sua vida, de uma forma irreversível: o cantor-actor Angélico Vieira.
Segundo dados do Correio da Manhã (28 – 6 -2011) este actor terá nascido a 31 de Dezembro de 1982 às 23h55 em Lisboa. Signo solar Capricórnio, com a Lua em Leão e o Ascendente no fim de Virgem – o que sugere uma personalidade exigente e ambiciosa, com uma certa necessidade de reconhecimento e de viver com intensidade.

O dia de nascimento correspondeu também a um eclipse total da Lua (cerca das 11h) em Caranguejo o que, neste caso, reforça as componentes pública e social (o eclipse bate na Casa 10) e um destino relativamente invulgar.

As grandes questões que se colocam são: (1) será que os astros poderiam “prever” algum tipo de evento tão dramático como o acidente que sucedeu e (2) em caso afirmativo, evitar que tivesse acontecido?

E isto faz renascer o velho debate: existe um destino pré-determinado ou livre arbítrio? E a resposta é: existem ambos – não temos liberdade total de escolha (por exemplo, pelo simples facto de estarmos condicionados a determinado corpo) nem pré-determinismo total (senão, não poderíamos escolher, por exemplo, onde jantar ou quando ir de férias).

Veja na próxima página a continuação do artigo..

O que procura?

Comentários