Lua Nova de Peixes

No dia Dia 11 de março de 2013 temos a Lua Nova de Peixes

Este ano, a última lunação antes do início do novo ano astrológico, é muito especial. Sete planetas estão em Peixes neste momento (Sol, Lua, Mercúrio, Vénus, Marte, Quiron e Neptuno) convidando-nos a mergulhar sem máscara no grande oceano da vida, onde tudo É e todos SOMOS. Esta lua nova vai ser no grau 22 de Peixes.

Peixes é o último signo do zodíaco e está sempre para além das palavras. As palavras são incapazes de traduzir o oceano do Tudo. O símbolo é dois peixes que nos fazem ter presente a dualidade. Dualidade emocional - entre o mistério da Vida, o insondável, inteligível…. Deus, e o medo que leva para o passado, para o vazio das águas não preenchidas de Caranguejo ou não transmutadas de Escorpião. Um peixe que nada para o passado, representando a matéria, e um peixe que nada para o futuro, representando o espírito. Em peixes a energia termina um ciclo e prepara-se para o seguinte. E quem tem energias fortes em peixes sente melhor que ninguém esta sensação de que tudo tem um fim. Fronteira entre dois mundos que se mesclam, que se invadem, onde tudo se mistura - um prestes a terminar e outro quase a começar. Ficando neste limiar de não separação entre mundos, torna-se difícil construir uma estrutura psíquica estável e diferenciada. Símbolo da comunhão com o todo, exalta a compaixão, o amor incondicional, o Cristo. É o Servidor.

Signo mutável de água onde a grande sensibilidade é o dom que permite contactar o que de mais profundo e belo existe em nós - fé incondicional na vida, certeza no absoluto, de que Todos Somos Um. É impossível traduzir para o mundo concreto o que é intuído noutros níveis. Um mundo encantado que nos é revelado pela oração e também pela arte, nas palavras, pincéis ou pautas musicais. Criatividade Divina. Sensibilidade é também a maior prisão. Quando não há fronteiras, a dor do mundo é sentida em cada célula. Numa personalidade integrada, temos a fusão da Alma e da forma, a personalidade torna-se um veículo conduzido pela Alma. É o homem espiritual consciente que É - o curador. Numa personalidade não integrada, o mundo pode tornar-se muito feio, um lugar onde não se é capaz de viver - é o mártir, a vítima, escapista dependente de pessoas e/ou químicos... porque não é capaz de carregar tal fardo. Caos emocional.

Os planetas regentes de Peixes são Júpiter e Neptuno. Júpiter expande emocionalmente e, muitas vezes, o que acontece é a necessidade de estímulos emocionais exteriores. Com Neptuno, a taça fica pronta a receber a água da vida... Mas é Plutão, regente da Alma, que possibilita a ãbertura de Neptuno. Plutão destrói o peixe do passado para o tornar mais receptivo – não ao psiquismo inferior, mas à Alma. O trabalho de Plutão é o caminho para a abertura e integração de Neptuno.

Peixes é vivência de aceitação, entrega, transcendência… Amor Incondicional.

Hoje teremos a Lua Nova de Peixes e, como em todas as luas novas, é tempo de semear. Um novo ciclo de experiência começa, por isso, é um bom momento para rever os nossos compromissos e estabelecer objectivos de acordo com a energia que está disponível no Céu. Esta lua nova é especial e, a sua especialidade está também muito presente no símbolo sabeu do grau onde acontece, 22 de Peixes. O símbolo é tão claro que dispensa qualquer interpretação. Ergamos o cálice, recebamos a Água, e entornemo-lo na nossa vida.

Saiba mais na próxima página

O que procura?

Comentários