Lua Nova no grau 14 de gémeos - 5 de junho de 2016

Porque o ser humano ainda acredita no esforço, tem tanto medo de ser feliz e duvida tanto ser possível?

Este ciclo lunar confronta-nos com um grande quadrado cósmico, toda essa tensão que estão a sentir está a impulsionar o sentir realmente tudo o que requer fazer uma limpeza profundíssima das crenças e valores que ainda habitam no inconsciente, esses valores tão bem elaborados pela mente racional no nosso dia a dia, onde ainda se ligam a valores culturais, religiosos e espiritualistas de estruturas que já não servem a energia da individuação, à criatividade do individuo em acção.

Pela não resistência, permito-me criar em cada instante uma nova realidade, pode parecer confuso de inicio e dar aquelas sensações que as crianças têm quando vão experimentar uma actividade nova, um misto de apreensão e vontade... é novo, mas entrego-me , não sei onde vou, nem o que me trás , mas entrego-me...

A mente mente, vive na dúvida do medo de acreditar, será mesmo possível eu mudar a realidade da minha vida, quando se apresentam quadros tão frustrantes no mínimo, ou para alguns, experiências fortíssimas a obrigar literalmente a largar situações que envolvem aspectos de caracter tão enraizados.

O ser humano habituou-se a viver em esforço, em tensão, em dificuldade fechado dentro dos valores sócio culturais do seu habitat, onde cresceu e aos quais agora terá que se elevar, transcender, superá-los por uma nova ligação à Fé , a novas crenças , a grande experiência de ser Guiado por o seu interior e não por imposições externas que lhe ensinaram e aos quais o ego medo/dúvida/controle se habitou a viver nessa condição.

Os processos de auto sabotagem que os medos materializam em formatos emocionais de impotência, frustração, resignação , são esferas de domínio da anulação da identidade e completamente inconscientes ... já não nos servem... criam ansiedade, medo, pois a energia quer religar-se de novo à Fé, à participação activa da mudança.

O que procura?

Comentários