O chefe de todos os deuses, sua excelência o senhor Júpiter...

Vamos então entrar na fabulosa história de vida do Chefe de todos os deuses do Olimpo.
Espero que o Deus dos Deuses me perdoe a espera e não me fulmine com um raio vindo do Olimpo por esta longa pausa.

Por isso, procurei a sua indulgência e espero que ele se sinta honrado se perceber que comecei a escrever esta crónica numa quinta feira que é o dia que lhe é dedicado.

Vamos então entrar na fabulosa história de vida do Chefe de todos os deuses do Olimpo.

E começamos por ficar a saber que a sua ascensão a esta posição não foi nada tranquila, como aliás não era hábito daquela altura. As transições de poder, eram coisa muito séria e a exigir reunião de apoios importantes.
Nesse tempo Saturno governava o Olimpo como senhor absoluto mas foi avisado que seria afastado do trono por um filho por si gerado.

Então, decidindo não correr riscos perder a sua poderosa posição, tomou a belíssima e radical decisão de comer todos os seus filhos logo á nascença.
Reia, a sua esposa já se sentia um pouco cansada de ver os seus filhos entregues a este triste destino, decidiu pregar-lhe uma partida. Em vez de lhe entregar Júpiter, enrolou uma pedra num tecido e Saturno convencido de que continuava livre de perigo continuou o seu rigoroso e firme governo.

Assim que Júpiter se viu crescido, e apoiado no conselho de Metis, a Prudência, enfrentou o seu pai dando-lhe uma beberagem que o fez vomitar o seu filhos anteriormente deglutidos. Por favor, não se percam muito em imaginar esta imagem, porque estou certa que nos casos dos deuses este ato não é tão desagradável como no caso dos humanos.

Depois de assumir o comando do Olimpo, Júpiter casou com Juno, sua irmã e como sempre acontece nestes casos de Deuses ,sim só no caso de Deuses, porque estas coisas não são comuns entre mortais, fartou-se de dar arrelias envolvendo-se, umas vezes mais romanticamente outras mais de passagem, quer com mortais e com deusas.

Saiba mais na próxima página

O que procura?

Comentários