Balança

por Miguel de Sousa

AMOR

Este é um ano em que tudo de bom e de mau lhe pode acontecer, e não só na matéria amorosa. Será um ano de grandes oscilações, durante o qual será necessário manter o sangue frio. O que lhe acontecer de bom será mesmo muito bom, o que lhe acontecer de mau, será mesmo muito mau. Digamos que este 2014 será um ano de extremos, em que uma vez feitas as contas nada ficará igual. Uma coisa é certa de todos os acontecimentos, você saberá tirar as lições devidas. Em alguns casos, faça você o que fizer nada alterará as consequências dos seus atos. E mais, ocasiões haverá, em que todos os passos dados serão catastróficos mas não se assuste. Claro está que com uma introdução destas, até parece que o que o futuro lhe reserva são apenas desgostos e desilusões amorosas. Não será bem assim, pois aquilo que hoje está mau, e que possa parecer o fim do mundo, tornar-se-á com o desenrolar do tempo em factos positivos. Digamos que este será para si um ano kármico, será o ano do ajuste de contas com o seu próprio ser. Esteja preparada para as provações, e encare-as com positividade. Quanto aos momentos bons, aproveite-os bem, pois a felicidade não é eterna para ninguém. Dura o que dura, e o melhor é vivê-la intensamente, retirando dela, todo o prazer, que ela nos pode oferecer. Posto isto, fique a saber, que de uma maneira geral as suas emoções estarão à flor da pele. Nos assuntos do coração, raramente você toma a iniciativa com medo de se magoar, mas este ano, algo em si pode mudar. Este ano, a sua vocação para se entregar e oferecer o que tem de melhor, ir-se-á acentuar, por isso a sua felicidade estará vinculada às contribuições e à forma de atuar com quem ama. Tudo indica que você estará em determinado momento do ano, em condições de se oferecer descaradamente a quem ama, entregando-se sem problemas de consciência. Em 2014, mesmo em matéria amorosa, você estará de olho posto no seu bem-estar material, por isso não é de estranhar, que antes de iniciar qualquer relação, dê consigo a investigar a conta corrente do seu eventual par. Mais uma vez uso de bom senso, olhe que nem tanto ao mar nem tanto à terra. Tente encontrar um ponto de equilíbrio nas suas atitudes. Bem sei que essa coisa do amor e uma cabana, apesar do deu romantismo nato, não é coisa para si, mas não exagere, escolher um companheiro pela conta bancária pode dar mal resultado. Veja na próxima página a continuação das previsões para 2014

Comentários