Sexo tântrico para todos

O tantra pode levá-la a atingir orgasmos múltiplos e assegura um paraíso sexual durante várias horas
Quando estava a estudar para os meus exames finais, uma amiga descreveu-me a experiência sexual mais inesquecível que alguma vez tivera.


Chamou-lhe sexo tântrico. Durou 9 (!) horas e durante todo aquele tempo imaginou que ela e o namorado estavam deitados num arco amarelo brilhante que os enchia de energia enquanto faziam amor. Claro que nos rimos da história da bola brilhante e amarela, mas ainda me sentia perseguida pela pergunta: “E se tudo aquilo fosse verdade?”

Há mais de mil anos, quando surgiu o tantra nas mentes dos filósofos esotéricos indianos, a ideia do sexo tântrico tinha sobretudo um significado espiritual: as pessoas que praticavam o tantra deviam, por isso, atingir níveis mais elevados de crescimento espiritual. A prática do tantra só se tornou familiar na cultura ocidental depois de 1950, especialmente o segmento do tantra ligado ao sexo. Com o tempo, o aspecto esotérico do tantra passou para segundo plano e hoje falamos de tantra maioritariamente como uma experiência sexual.

O que é o sexo tântrico?


Na antiga Índia, as pessoas que praticavam o tantra renunciavam ao prazer sexual “normal” para alcançarem novos níveis de satisfação. Para atingi-los, dedicavam-se aos preliminares, que duravam várias horas e levavam à relação sexual.

São feitas diversas pausas durante a relação sexual, o que pode a dada altura levar ao orgasmo (que não é obrigatório e não inclui ejaculação). Assim, o sexo tântrico é o prolongamento dos preliminares, prolongando o prazer com o desejo de alcançar uma ligação mais profunda com o parceiro. No sexo normal, como sabemos, aguentamos os preliminares até já não conseguirmos e depois saciamos rapidamente a nossa paixão.

Há diversas formas de praticar sexo tântrico, e há vários livros e vídeos sobre o assunto. Muitos dos exercícios tântricos que existem desenvolveram novas formas de atingir a satisfação sexual. Um aspecto importante na prática deste tipo de actividade sexual é a atracção de energia com a ajuda da respiração. A energia flui por todo o corpo e dá-se a ligação dos chakras (canais energéticos) dos amantes. O tantra requer que aproveite cada momento.

As pessoas mais experientes em sexo tântrico dizem que este método de fazer amor cria relações mais próximas e afectuosas, com melhor comunicação entre os parceiros, orgasmos mais intensos, o orgasmo do homem não inclui ejaculação, o sexo dura várias horas, é mais fácil para as mulheres atingirem o orgasmo e podem ocorrer orgasmos múltiplos em mulheres e homens.




Por S.K.


Intimate Medicine

Comentários