Portugueses masturbam-se pouco. Educadora sexual explica benefícios da masturbação

Uma investigação realizada pela Educadora Sexual brasileira Aline Castelo Branco, da Universidade Estadual Júlio Mesquita (UNESP), constatou que 57% dos homens portugueses considera ser extrovertido na hora do sexo. O estudo aponta, no entanto, para uma taxa reduzida de pessoas que recorrem à masturbação para obter prazer.

Segundo o referido estudo, 17% dos homens considera-se "muito dominador na cama" e 13% admite ter de aprender mais. "Embora o português demonstre ser extrovertido, o estudo revela que este conhece pouco sobre o seu corpo", explica Aline Castelo Branco em comunicado.

No estudo que envolveu 1500 homens, entre os 18 e os 55 anos, a educadora sexual descobriu que 32% hos homens masturba-se uma vez por semana e 20% diz nunca recorrer a esta prática. A investigação conclui ainda que 83% dos portugueses não utiliza nenhum produto para realizar a autoestimulação e apenas 12% utiliza um ou mais produtos às vezes.

De acordo com Aline Castelo Branco, "através destes dados compreendemos o quanto a sexualidade dos portugueses é ainda conservadora. Masturbar-se não é crime, nem origina doenças. Se o homem não fizer deste ato um vício que o impeça de viver, a masturbação pode não só proporcionar prazer como até trazer vários benefícios para a saúde".

Aline Castelo Branco é escritora, terapeuta e mestre em Educação Sexual, sendo especialista em Programação Neolinguística para relacionamentos. Autora dos livros “Eu Confesso, revelação de uma amante” e “O que querem os homens: guia para entender a cabeça, os desejos e o amor”, a escritora é ainda palestrante e investigadora do comportamento sexual humano.

A educadora sexual realça alguns dos benefícios da masturbação para a vida sexual:

1. Diminui o stress

Tal como acontece no sexo, a masturbação faz o cérebro libertar endorfinas e dopaminas no organismo, duas das conhecidas “hormonas do prazer”. Estas vão deixar o homem relaxado, fazendo com que se desligue dos problemas e fique de cabeça mais tranquila para os resolver depois.

2. Faz dormir melhor

Muitas pessoas sofrem de insónia porque não conseguem desligar-se dos problemas e ter uma boa noite de sono. Masturbar-se antes de dormir ajuda a libertar a tensão.

3. Permite conhecer o próprio corpo e prazer

Um dos principais benefícios da masturbação é talvez o conhecimento do próprio corpo. Uma ideia que serve tanto para os homens como para as mulheres. Para poder proporcionar prazer, primeiro é preciso sentir e saber como ter prazer. A masturbação ajuda, já que ao entender melhor como o seu corpo funciona, poderá melhor agradar sexualmente a outra pessoa.

4. Melhora o desempenho sexual

A pessoa que tem prazer sexual solitário sabe identificar o que deve ou não fazer na hora do sexo e, principalmente, o que deve fazer para sentir mais ou menos prazer, como acelerar para o atingir ou retardar para acompanhar a parceira/o.

5. Ajuda no controlo da ejaculação

A masturbação também serve para ajudar no controlo da ejaculação precoce, evitando que tal aconteça ainda no “aquecimento dos motores” da companheira/o ou quando esta está perto da “linha de chegada”. Existem técnicas para controlar a ejaculação que envolvem o start stop, em que há masturbação por determinado tempo, uma paragem por alguns minutos e depois o regresso à masturbação novamente.

Veja ainda: Estes alimentos aumentam a libido (e não é pouco)

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários