Amar

por Cristina Candeias

O horóscopo corresponde ao mapa individual da personalidade, descreve o temperamento, o perfil psicológico, em suma, a paisagem interior.

É vivendo que se adquire a própria experiência. A vida que conhecemos tem as cores da sua própria natureza, seus impulsos, suas necessidades, seus valores, em suma, os padrões mentais.

Assim, temos tendência natural para avaliar o comportamento de uma pessoa, baseado na nossa experiência de vida.

É, precisamente, neste ponto que começa a grande teia, dos relacionamentos.

Penso que as pessoas não sabem amar, mas amam-se através do outro.

A grande maioria das pessoas vive condicionada pelos medos, carências, pressões sócio-económicas, isto significa que vivem condicionadas pelo seu ego, pelo seu poder mental.

Assim, procuram uma relação com condicionantes, pois as pessoas não vivem para si, mas para os outros.

O amor é um bem-estar interior, pleno, abundante. As pessoas vivem, sobretudo, para o ter, pois não é fácil viver para o ser.

É importante pensarmos:

O amor não se procura, o amor acontece!

O amor verdadeiro é incompatível com qualquer forma de dependência.

Não são os corpos que aproximam as Almas, mas Almas é que levam os corpos à união.

Veja na próxima página a continuação do artigo..

Comentários