Loucuras de amor

Mudar de país, aprender a dançar salsa e viajar para o outro lado do mundo são alguns dos actos apaixonados.

A Meetic, serviço de dating online, realizou um estudo junto dos usuários portugueses, sobre “Amor e Loucuras”, com o objectivo de tentar perceber se os portugueses demonstram a sua paixão “como nos filmes” e que tipo de loucuras são capazes de fazer por amor.

Para realizar este estudo, foram recolhidas as opiniões de 846 usuários da Meetic em Portugal, do sexo feminino (53,4%) e do sexo masculino (47,6%), com idades iguais ou superiores aos 18 anos, sendo que o maior número de respostas foi dado no intervalo 25-54 anos (81,9%).

Depois de apurados os resultados, verificou-se que todos os inquiridos (100%) já fizeram alguma loucura por amor, sendo que a mais comum entre os portugueses é largar tudo para ficar com a cara-metade (46,8%).

Esta ideia é reforçada pelo facto da maioria dos sondados (80,9%) afirmarem ser capazes de mudar de país, deixar os seus amigos e família por amor.

Dos inquiridos, 61,9% confessam já terem sido surpreendidos com loucuras de amor, sendo que as mulheres continuam a ser os maiores alvos destas demonstrações.

No que toca a demonstrações de amor, é inquestionável o gosto e apetência dos portugueses. Dos inquiridos, 99,3% afirmam gostar de ser surpreendidos com demonstrações de amor.

Pode-se afirmar que os portugueses “perdem a cabeça” mais facilmente com loucuras românticas e menos ousadas. A comprová-lo estão os números: 40,8% dos usuários da Meetic elegem as viagens românticas com a sua loucura preferida, seguidos de 27% que afirmam preferir ser surpreendidos com um quarto cheio de pétalas de rosa.

As loucuras mais ousadas como gritar na rua para toda a gente ouvir ou serenatas no meio da rua são as loucuras menos apreciadas, com uma adesão de apenas 15,1% e 17,5% respectivamente.

Quando questionados sobre as loucuras que fariam para se declararem à pessoa amada, a maioria dos inquiridos elege uma viagem ao outro lado do mundo como a mais indicada (42,9%). 23,9 % dos português afirmam, ainda, serem capazes de aprender a dançar salsa para surpreender a sua “cara-metade”.

A Paixão é a principal razão pela qual os portugueses fazem loucuras de amor (44,5%), sendo que o propósito de agradar o outro também pode pesar na decisão (25,1%).

A maioria, cerca de 47%, pensa ainda que se deve fazer loucuras por amor já que a chama não sobrevive sem loucura. Alguns dos inquiridos acha também que estas loucuras devem ser feitas já que de tempos a tempos se deve reacender a paixão (32,5%).

Os principais factores que podem afectar a concretização de uma loucura de amor são a incerteza sobre o que o outro poderá achar (35,1%) e a falta de dinheiro (29,4%). Para os questionados pesa ainda a duração da relação (20,5%) e as experiências anteriores que não deram certo (15%).

Veja ainda:

O jogo dos encontros

O porquê das fantasias

Mulheres mais preocupadas com a saúde enquanto homens com a aparência

Eles mentem e elas também

Os segredos do sexo oposto

Comentários