Destinos de férias que dão cabo das relações. Portugal é um deles

Em média os casais fazem férias juntos após 5 meses de relação e 73% discutem na sua primeira viagem, revela agora um estudo de viagens.

México, Espanha e Portugal são, aparentemente, os destinos de férias a evitar pelo casal.

De acordo com um estudo realizado pela agência de viagens Sunshine.co.uk, no Reino Unido, estes destinos podem provocar o fim da relação no regresso a casa.

Vinte e um por cento dos casais que escolheram o México como a primeira viagem juntos terminaram a relação após as férias, seguidos de 17% dos que foram para Ibiza e 12% dos que visitaram Portugal.

Os motivos que levam os casais a discutirem em férias incluem chegarem atrasados ao aeroporto, como vão passar o tempo no destino e porque um dos parceiros flirtou com outra pessoa.

O estudo entrevistou 2.187 pessoas com idades a partir dos 18 anos no Reino Unido. Destes entrevistados, 1.056 disseram que tinham acabado o relacionamento com um parceiro com quem tinha feito férias nos últimos seis meses. Os restantes 1.131 ainda permaneciam numa relação com mais de três anos.

Os resultados também demonstraram que o casal faz férias em conjunto após 5 meses de terem iniciado a relação e a maioria opta por destinos estrangeiros, fora do Reino Unido.

Outros dos locais considerados arriscados para um casal incluem Cabo Verde e Lanzarote.

Por outro lado, férias em Tenerife, Chipre e Itália revelaram ser menos propensos a causar problemas nos relacionamentos. Maiorca também foi considerada uma aposta segura.

"É interessante observar que não existe nenhum cruzamento de destinos em ambas as listas, o que me faz acreditar que existe de facto uma relação entre os locais de férias e o fim de um relacionamento", afirmou Chris Clarkson, Diretor da agência Sunshine.

artigo do parceiro: Susana Krauss

Comentários