Despedidas de solteiro são propícias à traição

Vai casar brevemente? Tenha cuidado para não cair em tentação! Quase 20% dos nubentes engana o parceiro nas habituais celebrações

Woman Looking at a Male Stripper Standing on a Bar Counter at a Hen Night

Nos dias que correm, há menos casamentos, mas há mais traições. Um inquérito realizado junte de 108.193 membros inscritos no Ashley Madison.com, o maior site de relacionamentos extraconjugais do mundo, revela que 19,4% dos utilizadores admite ter traído o parceiro na despedida de solteiro, poucos dias antes da realização da cerimónia. «11,5% dos homens e 7,9% das mulheres inscritas no Ashley Madison.com traíram o futuro cônjuge na despedida de solteiro», revelou a empresa que o gere em comunicado.

«A tradição comprova que o verão é a época privilegiada para os casamentos mas não é menos verdade que esta é também a altura do ano mais propícia aos affairs, com as traições a aumentarem nos meses de verão, como revelou uma pesquisa recente efetuada», pode ler-se no documento. As revelações dos futuros e dos recentes nubentes não se ficam, contudo, por aqui. «15,4% dos homens e 10,3% das mulheres inquiridas admitem ter traído o parceiro no primeiro ano de casamento», avança ainda a empresa.

«Não deixa de ser caricato que os meses eleitos pela maioria das pessoas para casar sejam precisamente os mesmos em que a vontade de trair aumenta», comenta Noel Biderman, CEO e fundador do AshleyMadison.com, ao mesmo tempo que avança com uma justificação. «Junho, julho e agosto são os meses mais caros para casar e está provado que, no seio de um casamento, o tema finanças pode ser um gatilho para os relacionamentos extraconjugais», afirma o empresário. A maioria dos infiéis inscritos no site casou nos meses tidos como os mais quentes do ano, com junho a sobressair. Esse mês representa 13,2% do total, seguido de julho com 10,8% e agosto com 10,5%.

artigo do parceiro:

Comentários