Cerca de 120 mil portugueses apanhados em site de infidelidade

O maior site de relacionamentos extraconjugais do mundo, o Ashley Madison, foi alvo de um ataque informático. Os piratas reivindicam estar na posse de dados de todos os utilizadores e pelo menos 120 mil portugueses podem ter sido apanhados.
créditos: Freeimages

Segundo escreve o Correio da Manhã, são mais de 120 mil os portugueses apanhados entre os cerca de 37 milhões de traidores que utilizam esta rede social assumidamente extraconjugal.

Os utilizadores correm agora o risco de ver a sua identidade revelada na Internet, uma vez que os piratas da Web ameaçam disponibilizar os dados pessoais de todos os utilizadores caso o site não seja retirado do ar, escreve o Guardian.

Segundo avança o referido jornal português, 33 é a idade média das mulheres portuguesas inscritas no site. A dos homens é de 41 anos.

O site chegou a Portugal em 2013. Évora, Braga e Sintra são as cidades com mais adeptos.

O site, cujo lema é "A vida é curta, tenha um caso", foi atacado no fim de semana por um grupo autodenominado Impact Team.

A equipa alega ter tido acesso completo ao banco de dados da empresa, estando na posse do registo dos utilizadores, cadastro financeiro, fantasias sexuais, moradas e outros dados pessoais.

A empresa detentora do site, a Avid Life Media, já confirmou ter sido alvo de um ataque informático. "Pedimos desculpa pala intrusão criminal às informações dos nossos clientes", afirmou a empresa canadiana detentora do site, em comunicado.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários